Parceria entre Detran-PR e Rumo amplia orientações aos motoristas sobre cuidados com ferrovias

Cursos de formação de condutores e reciclagem no Paraná terão orientações sobre funcionamento da ferrovia, sinalização e prevenção de acidentes. Vídeos devem atender 800 autoescolas. Estimativa é que cerca de 300 mil candidatos à CNH tenham acesso ao conteúdo

Para frear o número de acidentes em linhas férreas, o Departamento de Trânsito do Paraná (Detran-PR), em parceria com a concessionária Rumo, investe em ações de educação e conscientização dos motoristas, com foco em segurança. A partir deste mês de junho, os cursos de reciclagem nas autoescolas do Paraná e no próprio Detran-PR contarão com o apoio de vídeos produzidos pela concessionária para orientação sobre o funcionamento da ferrovia, boas práticas, sinalização e prevenção de acidentes.

O objetivo é incentivar cada vez mais o cuidado dos motoristas e da população nas áreas próximas aos trilhos. Ainda este ano, os cursos de formação de condutores também contarão com o conteúdo. Ao todo, os vídeos devem atender aproximadamente 800 autoescolas no Paraná. A estimativa é que cerca de 300 mil candidatos à CNH passem a ter o contexto da ferrovia inserido em sua formação já neste segundo semestre de 2021.

De forma didática e por meio de ilustrações, os vídeos reforçam os cuidados necessários antes de realizar a travessia em passagens em nível (PNs), ressaltam a necessidade de ficar atento ao sinal sonoro da buzina e alertam sobre as regras nas áreas ao entorno da ferrovia, como não ser permitido transitar ou estacionar nas faixas de domínio. Além disso, os motoristas poderão conhecer um pouco mais sobre como funciona a operação dos trens na linha férrea.

“Este aumento no número de acidentes ocorrendo nas linhas férreas é preocupante e nos trouxe um alerta para reforçar o assunto já na formação de novos condutores e para aqueles que precisam relembrar algumas regras básicas de condução”, diz o diretor-geral do Detran, Wagner Mesquita. “A conscientização e educação no trânsito são o melhor caminho para reduzirmos estes números alarmantes”.

Em 2019, foram registrados 146 acidentes causados por terceiros (abalroamentos e atropelamentos) no Paraná. Em 2020 foram 167 ocorrências, sendo que abalroamentos (colisão de veículo com o trem) responderam por 68% dos casos.

PREFERENCIAL – Conforme as leis do Código de Trânsito Brasileiro (CTB), a linha férrea é sempre preferencial. É obrigatório que os veículos parem em uma distância segura e se certifiquem de que não há trens se aproximando antes de efetuar o cruzamento. Atravessar uma passagem em nível sem antes parar é uma infração gravíssima.

“A segurança é um dos nossos pilares. Firmar essa parceria é um passo importante para combatermos uma das maiores questões em ferrovias no mundo todo: a prevenção de acidentes nos cruzamentos entre a linha férrea e as vias urbanas”, diz Silvia Mari Azuma, gerente da Rumo. “Queremos fortalecer a relação com a população, tornando a ferrovia mais segura e contribuindo cada vez mais para a conscientização das pessoas sobre a importância de adotar comportamentos como parar, olhar e escutar antes de cruzar uma passagem em nível”.