Praça vira ponto para consumo de álcool e drogas por menores

Guarda Municipal de Irati está realizando diversas abordagens a jovens na Praça Etelvina Andrade Gomes, também conhecida como a Praça da Matriz

A Guarda Municipal de Irati está em alerta e realizando diversas abordagens a jovens, inclusive menores de idade, na Praça Etelvina Andrade Gomes, localizada em frente à Matriz Nossa Senhora da Luz, no centro da cidade. O motivo é o frequente consumo de bebidas alcoólicas e drogas, além de algazarras. Um dos casos ocorreu na última terça-feira (6), às 14h, quando em plena luz do dia uma jovem de 19 anos foi flagrada com uma bucha de maconha, a qual seria dividida em cinco cigarros para consumo. Ela estava em um grupo com outros três jovens. De acordo com a guarda municipal Lidiane de Deus, várias denúncias recebidas estão sendo confirmadas. Para a nossa surpresa há um grande número de meninas ingerindo bebidas, fumando, usando drogas. Antes eram mais meninos, e hoje mudou essa realidade, explica.

Lidiane fala que a jovem flagrada na terça-feira estava bastante tranquila, uma vez que nunca havia sido revistada, por sempre as abordagens terem sido realizadas por equipes compostas apenas por homens. Nós a encaminhamos ela para a Delegacia, pois já era maior de idade. Mas, a maioria das vezes são menores portando bebidas alcoólicas, e nesses casos acionamos o Conselho Tutelar, informa.

A agente da Guarda Municipal ressalta que o trabalho que estão realizando é para proporcionar segurança no local público, que deve ser frequentado pela comunidade. Ela fala que antes se viam mais crianças e famílias, que têm sido espantadas pela atual situação. Se todos usassem de forma consciente o espaço público poderia estar sendo utilizado por todos, ressalta. O comandante da Guarda Municipal, Paulo Sabatovicz, fala que a Praça, assim como outros locais públicos de Irati têm sido utilizados para consumo de drogas e bebidas. Chamamos a atenção dos pais e responsáveis para que fiquem atentos com seus filhos, principalmente aqueles que costumam sair com muita frequência durante a tarde. É uma situação que tem nos preocupado, porque tem sido corriqueira, alerta. Sabatovicz também destaca que comerciantes que vendem bebidas alcoólicas para menores podem responder. Ele ainda fala que outro local que tem sido utilizado de forma inadequada por adolescentes é o Centro de Artes e Esportes Unificados (CEU) do bairro Joaquim Zarpelon, recém inaugurado e que conta com estrutura para diversas atividades saudáveis e educacionais. Alguns danos já foram registrados em uma estrutura que é para a própria comunidade. É algo que nos entristece, comenta. SUJEIRA Litros de bebidas, bitucas de cigarros e outros tipos de lixos são encontrados diariamente pelo servidor público Antônio Nascimento, que cuida da manutenção do espaço público e testemunha diversas situações. Infelizmente aqui tem sido frequentado por muitos menores que ingerem bebidas, tanto meninos, como meninas. Seria bom que se conscientizassem e utilizassem a Praça com responsabilidade, enfatiza.