Unicentro oferece atendimento psicológico online aos profissionais de saúde da região

Quem estiver interessado em receber o acolhimento podem entrar em contato com o Nuhtra por telefone ou Whatsapp

Este período de pandemia do covid-19 tem causado medo e incertezas na população. E para os profissionais de saúde, que estão atuando diretamente no combate à doença, essa tensão pode ser maior ainda. Fato que tem sido comprovado pelo Nuhtra, o Núcleo Interdisciplinar de Estudos e Práticas sobre a Relação Homem e Trabalho, com atividades no Campus Irati da Unicentro. Segundo a coordenadora, professora Claudia Magnabosco Martins, o Núcleo tem recebido demandas de profissionais de saúde da região, que relatam a sobrecarga psíquica durante a pandemia do covid-19.

“Nos últimos dias, as pessoas têm nos procurado com crises de ansiedade, medo de morrer, medo de se contaminar e contaminar a família, a dificuldade de fazer um certo isolamento da família, tanto dentro de casa indo dormir em algum cômodo específico quanto ficando fora de casa, as incertezas de como essa que configuração essa pandemia pode ter, a quantidade de pessoas a tratar, o medo de não conseguir corresponder ao processo de cuidado ou de cura e, também, muitas queixas em relação a falta de Equipamento de Proteção Individual (EPI) que possibilite um trabalho com segurança”, explica Claudia.

Normalmente, o Nuhtra fornece atendimento psicológico ao trabalhador na Clínica Escola de Psicologia da Unicentro ou nos ambientes de trabalho dos pacientes. Mas como a recomendação no momento é ficar em casa, mantendo o isolamento social, a equipe do Núcleo está desenvolvendo uma ação voluntária para o atendimento psicológico online a profissionais de saúde da região da Amcespar (Associação dos Municípios do Centro Sul do Paraná), que congrega Irati e outros nove municípios próximos.

“No primeiro momento, nós estamos convidando os egressos que foram alunos, que realizaram estágio em Psicologia do Trabalho – o estágio profissionalizante que é obrigatório, que ocorre no 5º ano do curso de Psicologia da Unicentro – porque eles já tiveram experiência, seja na condução de grupos de acolhimento e atenção à saúde do trabalhador ou de plantão e pronto atendimento psicológico também. Então, já possuem a condição teórico-metodológica, técnica e ética pra atuar”, discorre a professora Cláudia sobre a qualificação dos profissionais de Psicologia a frente da ação.

Segundo a coordenadora do Núcleo Interdisciplinar de Estudos e Práticas sobre a Relação Homem e Trabalho, o público-alvo do acolhimento psicológico online abrange uma série de pessoas que atuam em diferentes áreas do setor de saúde da região de Irati. “Pode ser desde aquele que faz a limpeza dos hospitais, UBSs e pronto-atendimentos, aos profissionais mesmo de saúde – técnicos de enfermagem, enfermeiros, médicos, psicólogos, assistentes sociais, terapeutas ocupacionais. Todos os profissionais e mesmo os administrativos desses locais, que estão na linha de frente”.

Para cuidar da saúde mental dos pacientes encaminhados pelo Nuhtra, o profissional voluntário precisa ter o registro ativo no Conselho Federal de Psicologia (CFP) e, também, ter o Cadastro e-Psi, que é o Cadastro Nacional de Profissionais para Prestação de Serviços Psicológicos por meio de Tecnologias da Informação e Comunicação (TICs), junto ao CFP. Um desses voluntários é o psicólogo Paulo Henrique Bueno Chaves. Ele é egresso do curso de Psicologia da Unicentro e, hoje, trabalha no Departamento Municipal de Saúde de Cajati, no estado de São Paulo. Mesmo em plantão em seu emprego fixo, ele se dispôs a atuar como voluntário na ação do Núcleo, voltada a profissionais de saúde da região da Irati. “Eu entendo que seja um momento importante para a atuação da Psicologia nesse contexto de crise onde é primordial a gente dar suporte psicológico para as pessoas estarem enfrentando melhor esse momento, para evitar um adoecimento psíquico em massa”, afirma Paulo Henrique.

COMO PARTICIPAR

Os profissionais de saúde interessados em receber o acolhimento psicológico online podem entrar em contato com o Nuhtra por telefone ou Whatsapp. De acordo com o voluntário Paulo Henrique, primeiro, o trabalhador entra em contato por mensagem de texto ou de Whatsapp e informa seu interesse no atendimento. Em seguida, o Nuhtra encaminhará a ele o número e os dados de um dos psicólogos(as) disponíveis para atendimento e o seu número ao mesmo psicólogo(a). “Aí, o psicólogo e o trabalhador estarão definindo qual a melhor forma, ou melhor dizendo, a melhor plataforma para esse atendimento – se vai ser via Skype, via WhatsApp, ou alguma outra plataforma de áudio-chamada ou vídeo-chamada. Nós temos recomendação por parte do Conselho Federal de Psicologia incentivando o uso das tecnologias de informação e comunicação justamente para evitar um contato físico, onde possa estar ocorrendo o contágio pelo coronavírus”, detalha o psicólogo.

ATENDIMENTOS

Os atendimentos têm duração média de 50 a 60 minutos, podendo variar conforme o caso. O contato para profissionais de saúde que querem agendar o acolhimento psicológico online é o telefone (42) 99964-0384. Os psicólogos que quiserem se juntar à causa também podem se voluntariar através do preenchimento de um formulário. Demais dúvidas sobre essa ação da Unicentro, por meio do Núcleo Interdisciplinar de Estudos e Práticas sobre a Relação Homem e Trabalho, podem ser enviadas pelos e-mails [email protected] ou [email protected]