Alunos de Imbituva realizam atividade sobre o descarte correto do óleo saturado

Os alunos são do 5º ano B da Escola Santa Terezinha

Esther Kremer

Alunos da Escola Municipal Santa Terezinha, de Imbituva, utilizaram o jornal como fonte de trabalho para um projeto sobre o descarte correto do óleo saturado. A professora responsável pela turma do 5º ano B, Graziele Marcon Moro, utilizou a página do projeto Folha na Escola para trabalhar o assunto “Sustentabilidade” e a partir desta contextualização, realizou a atividade com a turminha.
Separar e dar um destino correto para o óleo é extremamente importante para o Meio Ambiente, pois, além de evitar a poluição da água, solo e atmosfera, esse óleo pode ser transformado em sabão, tintas e até em biodiesel.
A escola já realiza um trabalho interdisciplinar com os alunos sobre o destino final deste óleo e utilizou o jornal como forma de contextualizar e conscientizar os alunos e comunidade escolar sobre a importância de cuidar do Meio Ambiente.
Professora, se a escola em que você trabalha tem um projeto sobre sustentabilidade ou se você realizou com a turminha alguma atividade sobre o tema, mande para o e-mail [email protected] e apareça na próxima edição do jornal impresso.
Relato da atividade feito pela Escola Municipal Santa Terezinha
O Jornal Folha de Irati e a Secretaria Municipal de Educação do município de Imbituva firmaram uma parceria na qual são fornecidos jornais para que os alunos tenham acesso a notícias regionais, com o intuito de desenvolver a habilidade e o gosto pela leitura através das reportagens. Neste ano, o tema escolhido pelo Jornal para o uso em sala é Sustentabilidade.
Como a Escola Santa Terezinha possui um projeto interdisciplinar, que visa conscientizar os alunos quanto a importância da destinação correta do óleo saturado, trabalhamos com as reportagens que tratam do tema sustentabilidade integrando-as ao projeto da escola. Sendo assim, os alunos do 5° ano B, da professora GrazieleMarcon Moro, fizeram um trabalho de conscientização visitando as demais turmas da escola, momento em que foi entregue uma garrafa PET para todos os alunos com o objetivo da coleta do óleo saturado de suas residências que, posteriormente, será entregue na escola que se encarregará da destinação correta do mesmo. A coleta com as garrafas PET faz parte da gincana anual da escola, na qual os alunos foram divididos em equipes e cada garrafa entregue conta pontuação como prova de arrecadação.
A professora Graziele Marcon Moro relatou que a experiência é muito enriquecedora pois os alunos demonstram interesse em explorar o jornal, identificar as reportagens e participar das atividades propostas de forma lúdica e prazerosa, tornando rico o momento ensino aprendizagem.