Vencedora do 1º Concurso Cultural de Redação recebe o prêmio do Ivasko

A premiação foi o Carrinho Maluco do Ivasko, em que a aluna teve cinco minutos para pegar o que quisesse do supermercado

Esther Kremer

No sábado (18), às 8h, a Folha de Irati esteve no supermercado Ivasko (Dona Noca) para entregar a premiação do 1º Concurso Cultural de Redação, o Carrinho Maluco. A aluna vencedora, Isabella Wessendorf, de Imbituva, teve cinco minutos para percorrer todo o mercado em busca de itens de seu desejo.
Estiveram presentes a diretora de marketing do mercado, Ana Paula Ivasko; o vice-prefeito de Imbituva, Zaqueu Bobato; o diretor da Folha de Irati, Nilton Pabis e os pais de Isabella, Marilaine Daniel Gomes e Elizeu Wessendorf.
A aluna teve que cumprir apenas três regras, não pegar itens do bazar, não pegar itens importados e nem bebidas alcoólicas. O mercado permaneceu fechado enquanto Isabella esteve percorrendo os corredores, isso deu ainda mais liberdade na escolha dos produtos.
Ao final dos cinco minutos, foram contabilizados todos os itens pegos e o total do prêmio ficou em R$ 580. Além da premiação do aluno, o grupo Ivasko valorizou também a professora, presenteando-a com um ano de combustível grátis, no valor de R$ 150 mensais, nos postos Rotta 400.
O vice-prefeito de Imbituva, Zaqueu Bobato, comentou sobre o sucesso do projeto Folha na Escola e do Concurso realizado. “Este é um momento de muita alegria para nós. O Projeto Folha na Escola tem uma característica muito forte de incentivar os estudos, a leitura, isso é apenas o resultado de um bom trabalho feito. Parabéns a professora, a diretora, aos pais e principalmente a Isabella”, disse.
A diretora de marketing, Ana Paula Ivasko, explicou que o intuito era incentivar o aprendizado e valorizar o trabalho dos professores. “Esse é o nosso maior objetivo, meus pais eram professores e isso é muito significativo na minha vida. Esta foi uma forma que encontramos de agradecer aos profissionais da educação e também de incentivar as crianças a estudar, porque é isso é algo que nunca podem tirar da gente, o conhecimento”, disse.
A mãe da Isabella, Marilaine, agradeceu a professora e também a diretora da escola pela iniciativa de ajudar a pequena. “Ela se esforçou muito no Concurso, a professora e a diretora incentivaram também, só tenho a agradecer por tudo e dizer que sem elas isso não seria possível”, comenta.
O pai, Elizeu Wessendorf, explicou que a receita apresentada pela aluna, o pierogue, é tradicional da sua família. “Temos um ingrediente principal para essa receita, que é o amor”, finalizou.