Aneel determina reajuste abaixo de inflação na tarifa da Copel: média de 3,41%

Reajuste vale a partir de 24 de junho. O índice ficou abaixo da inflação nos últimos 12 meses, de 4,66% (IPCA), e também é menor que a média do setor elétrico no período. Compartilhar

A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) anunciou nesta terça-feira (18) o reajuste na tarifa de energia elétrica para os consumidores do Paraná atendidos pela Copel. A partir de 24 de junho, a nova tarifa terá reajuste médio de 3,41%. Para os consumidores residenciais e de baixa renda, o reajuste será de 1,85%.

Os índices ficaram abaixo da inflação nos últimos 12 meses, de 4,66% (IPCA) e também é menor que a média do setor elétrico no período.

Para o resultado, influenciou negativamente o aumento na cotação do dólar, moeda utilizada para calcular o valor da energia gerada pela Usina de Itaipu. Outro fator foi o maior uso de usinas térmicas no período, que encareceu o custo geral da energia.

Em contraponto, contribuiu para um menor reajuste a redução da Conta de Desenvolvimento Energético (CDE), que se refere ao empréstimo feito pelo Governo Federal em 2013 junto a bancos públicos e privados para o reequilíbrio do sistema.

REAJUSTE - O reajuste tarifário de cada distribuidora é estabelecido para a data em que a concessão foi originada. No caso da Copel, 24 de junho. O valor, anunciado pela Aneel em reunião pública, é feito pela própria agência reguladora, representante do poder concedente.


Veja Também