Antônio Alceu Jacopetti é homenageado pela Federação Paranaense de Basketball

Como o professor gosta de dizer: “Antes da medalha no peito, a formação do cidadão”.
Jacopetti sempre esteve ao lado de sua esposa Altiva, casal adotou Irati para formar bons cidadãos (Foto: Reprodução)

A Federação Paranaense de Basketball (FPRB) e o Memorial do Basquete de Ponta Grossa, promove neste ano o resgate da história de atletas, técnicos e dirigentes paranaenses que foram destaques no esporte da cesta.

Antonio Alceu Jacopetti,foi um dos homenageados. Com 56 anos de atividades no basquetebol como atleta e técnico nos municípios de Telêmaco Borba, Itararé, Curitiba, e Irati.

Jacopetti formou atletas, mas acima de tudo, cidadãos. Aliás, como ele gosta de dizer: “Antes da medalha no peito, a formação do cidadão”.

Em Irati, desde 1972, foi responsável pela formação de centenas de atletas, além da conquista de inúmeros títulos regionais e estadual. O prof. Jacopetti já tinha sido homenageado pela Federação Paranaense no ano 2014, quando foi escolhido como o técnico honorário do estado.

“Eu fiz do basquete uma maneira de cativar amigos, isto eu consegui com sucesso, quando vejo esta homenagem a mim, estando inserido entre lendas do esporte da cesta, vejo que o que eu consegui com o basquete foi pela minha humildade, entendendo a importância do esporte para a formação do cidadão. Lembro quando ia com as equipes para os jogos, a maioria eram alunos humildes, com o tênis desgastado e eu sempre mostrei a importância do grupo, da união, todos com o mesmo objetivo podem alcançar grandes coisas”, relata Jacopetti.

Natural de Itararé, SP. Formado pela Escola de Educação Física e Desportos da UFPR em 1971, onde também concluiu os cursos de Técnico Desportivo em Basquetebol e Futebol. Pós-graduado em 1991 em Educação Física Escolar e, em 1993, em Educação Física Adaptada para Deficiência Física e Mental, ambos os cursos promovidos pela Universidade Gama Filho. Como atleta: Integrante da Seleção Paranaense Universitária de Basquetebol nos Jogos Universitários Brasileiros, em 1969, em Brasília, DF; Integrante da Seleção de Basquetebol de Irati por várias décadas nos Jogos Abertos do Paraná.

Como técnico: Várias vezes campeão e vice-campeão nas fases regionais dos Jogos Abertos do Paraná; Na Federação Paranaense de Basquetebol, campeão estadual mirim masculino em 1976, 1978, 1984 e 1988; e campeão estadual pré-mirim em 1984; Campeão paranaense de Basquetebol feminino nos Jogos da Juventude do Paraná em 1991, com vitórias na fase final diante dos gigantes de Apucarana, Maringá, Londrina e Curitiba; Técnico da Seleção Paranaense de Basquetebol nos Jogos Estudantis Brasileiros em 1987, em Campo Grande, MS, obtendo o vice-campeonato nacional.

Em 2014, foi escolhido e homenageado como Técnico Honorário do Estado do Paraná pela Federação Paranaense de Basquetebol, em solenidade que contou, inclusive, com o presidente da Federação Internacional de Basquetebol (FIBA) Horácio Muratore, e da atleta Hortência Marcari.

No mês de agosto, além de Jacopetti, os homenageados foram: Marta Helga Hapmann que em 1954, sagrou-se campeã sul-americana;  Dalila Bulcão, ícone do basquete feminino, tendo inclusive integrado a seleção brasileira que conquistou o memorável título mundial de 1994; Rolando Ferreira, que participou de três mundiais, duas Olimpíadas (Seul/1988 e Barcelona/1992), tornando-se o primeiro brasileiro a jogar na NBA.