Campanha Julho Verde entrará no calendário anual de ações da Secretaria de Saúde de Prudentópolis

A campanha foi desenvolvida em três fases, a primeira nas escolas municipais, segunda com o evento de lançamento e a terceira com atividades no interior da cidade
Atividades foram realizadas em Jaciaba, na área rural do município (Foto: Assessoria PMP)

Durante o mês de julho, a Prefeitura de Prudentópolis, através da Secretaria de Saúde, em parceria com as secretarias do Meio Ambiente e Agricultura, desenvolveu a Campanha Julho Verde. O intuito foi promover ações de educação em saúde para a população que desenvolve atividades de agropecuária com exposição aos agrotóxicos, visando uma perspectiva de promoção à saúde, prevenção, segurança e qualidade de vida no trabalho.

A ação foi desenvolvida em três fases. A primeira etapa realizada nas escolas municipais com cartilhas e vídeos educativos, a segunda foi o evento de lançamento das atividades para as comunidades agrícolas, no dia 08 de julho. A terceira e última fase foi realizada com atividades nas comunidades rurais, com palestras, demonstrações e apresentações de equipamentos.

Ações nas escolas tiveram como público alvo crianças de 06 a 11 anos

Dos dias 13 a 28 de junho, a campanha foi desenvolvida em 42 escolas de todo o município, totalizando 1660 alunos atingidos. Nessa etapa foram realizadas atividades de orientação e sensibilização através do vídeo “Terrinha e Zé Veneno” e aplicação da cartilha "Produza com Segurança", para crianças de 6 a 11 anos, estudantes no ensino fundamental nas séries do 3° ao 5° ano das escolas municipais da área rural e urbana do município.

Após a ação das equipes, as crianças desenvolveram uma frase desenho, sobre o assunto apresentado, com o concurso da melhor frase por escolas de cada território das equipes da Saúde da Família.O secretário municipal de Saúde, Luiz Carlos Mendes Ferreira Jr, conta que foi uma alegria a participação das crianças. “Houve participação, criatividade e aprendizado da atividade desenvolvida por eles, nos deixando impactados com o conhecimento que as crianças adquiriam após esta ação. Pudemos perceber isso, através dos ótimos desenhos desenvolvidos por estas crianças, que retratavam realmente a atividade proposta”, relata.

Atividade foi realizada em dez comunidades rurais

Com o tema “Educação em Saúde com o trabalhador rural sobre o uso correto e seguro dos defensivos agrícolas, na área rural do município”, a campanha Julho Verde foi realizada em dez comunidades rurais dos dias 08 a 31 de julho. Ao todo, foram atingidas 1500 pessoas nas comunidades de Barra Bonita, Esperança, Cachoeirinha, Jaciaba, Piquiri, Marcondes, Capanema, Tijuco Preto, Perobas e Ligação.

O Secretário Municipal de Saúde, Luiz Carlos Mendes Ferreira Junior, avalia a campanha. ” Foi ótimo, conseguimos atingir o público, trabalhador (a) rural do município que em sua atividade do trabalho faz uso do defensivo agrícola, desta forma é necessário promover ações de promoção e prevenção a saúde do trabalhador rural através do uso correto e seguro dos defensivos agrícolas”, explica Luiz Carlos.

Balanço e projeção

A projeção da Secretaria de Saúde de Prudentópolis é para que a campanha “Julho Verde” esteja no calendário anual de campanhas educativas para a população. O prefeito municipal de Prudentópolis, Adelmo Luiz Klosowski, fala da importância de ações como essa. “Nossa atenção está voltada para a saúde do produtor rural, agindo na conscientização para o uso correto dos defensivos, já que simplesmente coibir sua utilização não é o caminho, nenhum agricultor utiliza defensivos porque gosta, e sim porque são necessários à produção, cabe ao poder público agir e conscientizar para a utilização correta desses insumos, preservando a saúde do produtor rural, de sua família e do consumidor final”, conta Adelmo.

O vice-prefeito de Prudentópolis, Osnei Stadler, conta do objetivo da camanha. “Uma campanha desenvolvida em Prudentópolis que teve sua construção baseada no objetivo de levar mais saúde e conhecimento ao nosso agricultor, missão que assumimos em conjunto através das secretarias de Saúde, Agricultura e Meio Ambiente e que certamente gerará resultados no curto, médio e longo prazo”.


Veja Também