Casal de Irati inova ao realizar casamento virtual

Maior parte dos convidados assistiu à cerimônia por meio de live e receberam kits com bolo, bem casado e docinhos
Alisson Ricardo da Silva e Ana Cecília Vaz adaptaram o casamento durante a pandemia (Foto: HRC Filmes)

O casal de Irati que realizou o sonho de suas vidas, mesmo durante a pandemia, Alisson Ricardo da Silva e Ana Cecília Vaz celebraram o casamento seguindo todas as medidas de prevenção do novo coronavírus, convidados assistiram dentro dos carros ou em suas próprias casas por meio de uma live. A cerimônia aconteceu no sábado (25) e os noivos relatam a experiência diferente de adaptar uma grande festa nos moldes que a atual situação permite.

Ana Cecília conta que foi necessário analisar e pedir até mesmo autorização à Prefeitura, já que casamentos estavam proibidos. “Foi um pouco complexo, porque nós precisamos adaptar as medidas para fazer tudo com segurança, mas não deixar de celebrar o momento. Tivemos que ler os decretos, estudar e avaliar as condições, se de fato seria possível realizar da forma que fizemos. Como o último decreto municipal proibiu os casamentos, nós organizamos tudo e pedimos autorização da Prefeitura para nada fosse feito ilegalmente”, disse a noiva.

O casal fez a divisão da família, ficaram sentados nas cadeiras somente os entes próximos como avós, pais, e o celebrante que era o próprio pai da noiva. Os padrinhos, alguns tios e amigos assistiram dentro de seus carros. E as demais pessoas convidadas visualizaram a cerimônia pela transmissão ao vivo. “Como queríamos alcançar mais pessoas que não poderiam vir, decidimos fazer a live, e todos esses convidados assistiram no conforto de suas casas, receberam um kit com bolo, bem casado e docinhos, para que prestigiassem esse momento junto conosco”, explica Ana Cecília.

Foram contratadas doceiras de vários lugares, já que o casal tinha convidados de cidades diferentes e até de outro estado. Os kits foram padronizados e entregues em Irati, Curitiba, Ponta Grossa, Castro, Telêmaco Borba e Dourados (MT). “Para os convidados que assistiram no drive in e nas cadeiras, foi disponibilizado álcool gel e máscara, respeitando o distanciamento entre as pessoas, como deve ser feito em todo e qualquer lugar”, informa o noivo, Alisson Ricardo da Silva.

Os noivos relatam também o custo deste casamento adaptado, que gerou a diminuição dos gastos previstos para o original. “Conseguimos manter os mesmos fornecedores que estavam pré-contratados para o casamento que aconteceria em outubro e seria na cidade de Ponta Grossa, somente o lugar que foi alterado. Este momento delicado que enfrentamos mostra que precisamos valorizar isso, manter contratos, dar oportunidade de trabalho aos próximos e conhecidos. Nossos fornecedores sonharam junto com a gente, se adaptaram, e conseguimos fechar com aquilo que tínhamos dado de entrada, vemos que saiu praticamente metade do gasto que seria com a festa completa”, afirma Ana.

Após a experiência inovadora na região, o noivo afirma que todas as adaptações foram recompensadas. “Acredito que valeu muito a pena, tivemos uma devolutiva grande nos últimos dias, a princípio eu não acreditava que daria certo, cheguei a falar que não sabia nem se nossos convidados iriam assistir. Hoje, vemos que tomou uma proporção muito grande no número de visualizações e na participação dos que interagiram conosco, a live rendeu em quatro dias mais de seis mil visualizações”, ressalta Alisson.

O casal deixou um recado de esperança a população “Ainda há chance para o amor, mesmo em meio à pandemia e esse caos, é possível transmitir coisas boas Não percam a esperança de realizar seus sonhos”.


Veja Também