Cinco poços artesianos serão perfurados para sanar problema de crise hídrica em Rio Azul

Prefeitura deve fazer o serviço em caráter de urgência devido à situação que o município vive
Cachoeira dos Paulistas já recebeu a perfuração do poço artesiano, e o mesmo deve acontecer com cinco outras localidades (Foto: Reprodução)

Além da pandemia causada pelo coronavírus (Covid-19), outra questão que abala o estado e os municípios é a crise hídrica que acontece. Há mais de 60 dias sem chuva, muitas pessoas estão passando por dificuldades em conseguir água potável, principalmente na área rural. Em Rio Azul, a situação não é diferente, mas a Prefeitura encontrou uma alternativa para sanar o problema.

Em uma parceria com a Secretaria de Saúde e Educação, e com votação unânime do Conselho de Saúde, cinco poços artesianos serão perfurados em caráter de urgência, para atender as comunidades de Marumbi dos Elias, Marumbi dos Ribeiros, Barra da Cachoeira, Água Quente dos Meiras e Rio Azul de Cima.

Estas localidades foram escolhidas por serem os locais em que estão com uma crise maior e possuem Unidades de Saúde e escola municipal. Em Marumbi dos Elias, já existe o sistema de abastecimento de água, porém não é suficiente para atender toda a comunidade, após a perfuração do poço, será ligado a rede. Em Rio Azul de Cima o poço irá atender, neste primeiro momento, a escola que está com sério problema de falta de água, de acordo com o secretário de Agricultura e Meio Ambiente, Andre Gembarowski.

Ele, que também é chefe da Defesa Civil, comenta que com a perfuração do poço existe a possibilidade de potencializar a comunidade e formar parceria com a Sanepar e Funasa, para implantar o sistema de abastecimento de água na localidade.

“Além das comunidades citadas, tem a possibilidade de interligar esses poços nas Unidades de Saúde que serão pontos comunitários para que a população, neste momento de crise hídrica, possa se deslocar até lá para pegar água potável para suas necessidades básicas em casa”, disse Gembarowski. Ele também destaca quando comerão as perfurações. “Tudo irá tramitar em caráter de urgência e emergência, tivemos a aprovação, estaremos na sequência trabalhando a questão do processo licitatório para contratar a empresa para fazer a perfuração”, completa.

O prefeito de Rio Azul, Rodrigo Solda, destaca o trabalho em conjunto para ajudar as pessoas que mais precisam no município. “A gente está tomando medidas e ações para ter atividades e projetos, obras acontecendo em vários locais e bairros das comunidades e várias Secretarias em conjunto para fortalecer o serviço público. A gente sabe que em um momento de crise aumenta a demanda, tivemos várias baixas. Mas quando a gente consegue viabilizar essas parcerias, investir em rede de abastecimento de água, que é tão fundamental para Saúde do ser humano. Estamos correndo atrás e não é algo a mais, sobrou para as prefeituras e municípios poderem atender o cidadão que precisa do auxílio do poder público”, disse.

A prefeitura está trabalhando para implantar o sistema em Rio Azul dos Soares, porém ainda estão resolvendo a formalização do convênio com a Funasa, neste momento, para sanar a situação, será perfurado o poço já existente na comunidade e interligado à Unidade de Saúde, que está com as atividades suspensas devido à falta de água.

CAIXA D’ÁGUA BOA

Para sanar os problemas de algumas famílias na área urbana de Rio Azul a Prefeitura aderiu ao programa estadual Caixa D’água Boa, e 15 famílias já foram contempladas, receberam a caixa d’água com toda a estrutura.

O programa é feito pela Secretaria Municipal de Assistência Social, e as famílias selecionadas estão cadastradas no Família Paranaense, são acompanhadas pelo CRAS, recebem até um quarto do salário mínimo, estão em vulnerabilidade social e não podem ter caixa d’águas em casa, segundo o Assistente social da prefeitura, Robison Godoy de Almeida.

O projeto começou em 2019, e ainda não tem mais informações, por parte do Governo do Paraná, quando mais famílias serão contempladas. “Acreditamos que com todo o trabalho demonstrado, com qualidade e garantido direito, vai sair mais projetos desta forma”, enfatiza Almeida.


Veja Também