Colégios Estaduais recebem reformas durante a pandemia

Dois colégios de Irati e um colégio de Rio Azul terão reparos na cobertura
Se fizeram presentes os diretores dos colégios e o chefe do NRE (Foto: Nilton Pabis)

Na quinta-feira (30), foram realizadas as assinaturas de ordens de serviço, para início das obras em dois colégios de Irati e um colégio de Rio Azul. A oficialização ocorreu Núcleo Regional de Educação, em que foi assinado o reparo emergencial na cobertura da quadra poliesportiva do colégio do Rio do Couro, de Irati, no valor de R$ 115,4 mil.

O colégio Antônio Xavier da Silveira receberá um reparo, também emergencial, na cobertura do prédio principal, no valor de R$ 94,2 mil e o colégio Afonso Alves de Camargo, de Rio Azul, terá um reparo geral na cobertura do prédio principal, no valor de R$ 68,6 mil.

O deputado estadual Hussein Bakri (PSD) não pode se fazer presente na assinatura das ordens, mas emitiu uma palavra a respeito desta conquista. “Para além dos recursos aplicados na saúde em virtude da pandemia, o Governo do Estado segue investindo em todas as outras áreas e na educação não é diferente. Como Líder do Governo e Presidente da Comissão de Educação da Assembleia Legislativa, venho buscando trabalhar junto à Fundepar para a realização de obras de melhorias nas nossas escolas de forma a garantir toda a infraestrutura necessária para alunos, professores e funcionários poderem ter um ambiente de convivência agradável e de aprendizado efetivo”, afirma o deputado.

O chefe do Núcleo Regional de Educação, Marcelo Fabrício Chociai Komar, fala a respeito da importância de realizar este trabalho durante o período de pandemia, em que os alunos não estão presentes nas salas de aula. “São três obras importantes que têm apoio de dois deputados que representam a região, que é deputado Hussein Bakri e o deputado Artagão Junior. Vejo que mesmo com a escassez de recursos durante a pandemia, mesmo assim o Governo do Paraná vem avançando com sua proposta, e aproveitando este período que os alunos estão estudando em casa, vai reformar e melhorar essas escolas, para que no retorno sejam muito bem acolhidos”, disse Marcelo.

O colégio do Rio do Couro divide o mesmo espaço com a escola municipal, houve uma reforma no mês de agosto do ano passado, mas no mês seguinte, a quadra do colégio foi destruída por um forte vendaval. O vereador Hélio de Mello relata os danos causados na escola. “Na parte dos blocos da escola, como é usada para o estado e para o município, a Prefeitura vem adequando a situação para refazer parte da cobertura que foi destruída. Já na quadra esportiva os danos foram maiores, como não é a primeira vez que isso acontece, a orientação foi de substituir o material das telhas”, informa o vereador.

No colégio Antônio Xavier da Silveira será feito e reparo da cobertura devido à destruição causada pela forte chuva no mês de setembro do ano passado, e também, por ser um telhado muito antigo. “Fizemos um conserto provisório e descobrimos que as madeiras estavam muito velhas, por isso solicitamos ao Núcleo este reparo, para dar segurança aos nossos alunos. Vemos que este é o momento ideal para fazer a reforma, pois se fosse com os alunos presentes teríamos que remanejá-los daquele bloco, que tem seis salas de aula com cerca de 35 alunos em cada sala, isso no período de manhã e tarde”, explica a diretora do colégio, Maria Amélia Ingles.

A diretora do colégio Afonso Alves de Camargo, de Rio Azul, Joséli Cristina Machado, conta que o reparo desta obra precisava ser feito há muito tempo. “É uma obra esperada há muito tempo, pois quando vem chuvas fortes as calhas não vencem a água, então preciso fazer esta adequação. Também será feita a reforma do telhado do laboratório de ciências que devido à alguns erros na construção está dando problemas. A troca dos forros das salas de aula é a consequência das calhas não vencerem a chuva, que ocasiona o risco do teto desabar”, ressalta a diretora.


Veja Também