Com maré baixa, parte de navio encalhado há mais de 150 anos fica visível no litoral do Paraná

'Vapor São Paulo' encalhou quando voltava da Guerra do Paraguai com 600 pessoas a bordo, em 1868, e pertencia ao comandante Jacinto Ribeiro do Amaral, marido da compositora Chiquinha Gonzaga.

Foto: Fabiano da Silva/Instituto Guaju

Com a maré baixa, parte do navio Vapor São Paulo, encalhado desde 1868, ficou visível na praia de Caieiras, em Guaratuba, no litoral do Paraná.

O navio encalhou quando voltava da Guerra do Paraguai com 600 pessoas a bordo.

O navio pertencia ao comandante Jacinto Ribeiro do Amaral, marido da compositora Chiquinha Gonzaga, a primeira mulher a reger uma orquestra no Brasil.

O que ficou visível é o que sobrou do navio. Após o acidente, boa parte da estrutura de ferro foi vendida para uma metalúrgica de Santa Catarina.

Para os moradores que querem ver, o melhor horário é às 9h40 - momento em que a maré está no ponto mais baixo.

 

Navio pertencia ao comandante Jacinto Ribeiro do Amaral, marido da compositora Chiquinha Gonzaga — Foto: Fabiano da Silva/Instituto Guaju


Veja Também