Comissão de Educação da Assembleia vai debater a Educação de Jovens e Adultos em telereunião

Reunião acontece nesta terça-feira (21), às 9h
Deputado Hussein Bakri e secretário da Educação, Renato Feder (Foto: Assessoria)

Líder do Governo e Presidente da Comissão de Educação da Assembleia Legislativa, o deputado Hussein Bakri (PSD) convocou uma telereunião, às 9 horas desta terça-feira (21), na qual será discutida a Educação de Jovens e Adultos (EJA) no Paraná. Sugerido pelo deputado Luiz Claudio Romanelli (PSB), o encontro vai debater o atual modelo ofertado pela Secretaria de Estado da Educação (SEED), que foi alterado de 2019 para 2020.

“É natural que toda mudança precise ser debatida e melhorada a partir das questões que vão surgindo com a sua aplicação na prática do dia a dia. E desde o início deste mandato, a Comissão de Educação tem se mostrado aberta ao diálogo, exercendo um papel de protagonismo e mediação entre a SEED, a APP-Sindicato e todos os demais atores envolvidos com o tema. Nosso objetivo sempre será que o Paraná oferte uma educação pública de qualidade nas escolas”, afirmou Hussein Bakri.

Destinada a jovens e adultos que não puderam concluir os estudos na idade adequada, a EJA teve o cronograma readequado para semestral em 2020 e a matriz curricular foi unificada. Com isso, os estudantes agora podem concluir tanto a etapa do Ensino Fundamental quanto a do Ensino Médio em 2 anos. A SEED promoveu a mudança após detectar que os alunos da EJA levavam, em média, 5 anos para concluir cada etapa, o que resultava em grande incidência de abandono devido ao período prolongado.

Além disso, com a matriz unificada para este ano, todas as instituições que ofertam EJA passaram a ter as mesmas disciplinas, facilitando a continuidade dos estudos caso o aluno precise mudar de escola e também a organização dos professores para a escolha das aulas.

Alguns estudantes, porém, dizem necessitar de mais flexibilidade na grade de ensino para adequá-la às suas disponibilidades de dias e horários. Eles sugerem a volta da possibilidade de fazerem matrícula em disciplinas isoladas e de terem atendimentos individualizados.


Veja Também