Conceito Neuroevolutivo – Bobath

O termo é uma estratégia de tratamento voltada para pacientes com lesão no sistema nervoso central e que apresentam alteração nos padrões de comportamento motor
(Foto: Reprodução)

Hoje em dia, o conceito Neuroevolutivo Bobath se tornou um dos conceitos mais eficaz e de extrema importância na intervenção terapêutica que avalia e trata de bebês, crianças, adolescentes e adultos com atraso no desenvolvimento motor, ou que apresentam qualquer disfunção motora e suas limitações funcionais, ativando músculos, controle postural e equilíbrio, assim fazendo com que adquiram autonomia dos movimentos para brincar, comer, e fazer suas atividades de vida diária.

O conceito utiliza da inibição dos padrões de movimentos anormais facilitando os movimentos normais, através da utilização de ponto chaves de controle e de adaptações no meio ambiente no qual a pessoa esta inserida.  É um conceito que trabalha com interdisciplinaridade num contexto funcional buscando a adesão da família para otimizar os ganhos em terapia e desta forma, também, continuar com os estímulos dos aspectos plásticos do sistema nervoso.

As terapias são baseadas no estimulo do desenvolvimento motor buscando um atendimento individualizado onde se priorizam as necessidades específicas de cada criança e preocupa-se com que ela pode e deve fazer. É uma terapia que busca a participação ativa da criança, tanto nos atendimentos em consultório, como através de orientações que se estendem ao ambiente que a criança esta inserida. Portanto, a participação dos pais é fundamental no tratamento. No Bobath utilizamos vários recursos, como bolas, rolos e outros acessórios para manipulações ativas e passivas. Tudo feito para facilitar os membros que apresentam comprometimento e que possam facilitar o alcance das funções.

A grande vantagem do conceito Bobath é que ele trata cada criança em sua individualidade. Não há uma criança igual a outra, por isso, as propostas são sempre individualizadas. É importante lembrar que o desenvolvimento motor está ligado ao desenvolvimento cognitivo. A criança que consegue explorar o mundo ao seu redor sem grandes restrições motoras terá um melhor desenvolvimento da parte cognitiva

 


Veja Também