Cerca de 30 pessoas caem em golpe de agendamento da carteira de identidade

Reclamações têm sido constantes no posto de identificação do município, em que pessoas agendam atendimento por um possível site falso
Pessoas precisam ficar em alerta quando forem solicitar o agendamento da carteira de identidade (Foto: Patricia de Paula)

Os moradores de Irati precisam ficar atentos quando forem agendar atendimento para emissão, da primeira ou segunda via, do Registro de Identidade (R.G). Há dois meses, em torno de 30 pessoas foram até o posto de identificação e constataram que caíram em um golpe, em que pagaram e quando chegaram ao local não tinha nada agendado.

Lisiane Turco foi uma das pessoa prejudicadas pelo agendamento falso. Ela precisava da 2ª Via do RG, e fez pelo site, cadastrou todos os dados e no final gerou um boleto, no valor de R$ 24,70. Assim, pagou pelo aplicativo de celular e agendou a data. “Quando eu fui até o posto de identificação o rapaz me falou que não tinha nada agendado no meu nome, disse que cai em um golpe, porque o valor para pagar era maior, de R$ 35,00, e é ele quem gera um boleto, paguei novamente e consegui a segunda via”, conta.

De acordo com o responsável pelo Posto de Identificação de Irati, Leandro Pereira, as reclamações têm sido constantes, pois para receber o atendimento no local é preciso agendar no site do Instituto de Identificação do Paraná, no link www.ii.pr.gov.br, e não há nenhum valor a pagar. Ele acredita que podem haver alguma coisa errada na hora em que a pessoa procura pelo site, ou algum digito errado.

“As pessoas precisam entrar no site, algumas procuram no Google e nessa procura são direcionadas para um site onde tem um formulário, e gera um boleto, e diz que se não pagar não será agendado. Aí elas efetuam o pagamento e no site consta a data e o horário, e chegam aqui e não tem nada, isso tem acontecido com frequência aqui no município”, disse.

Pereira observa que o valor para emissão da 2ª Via é de R$ 35,55, e para a rápida é de R$ 30,47. Esses são os únicos valores cobrados pelo instituto. “A primeira via não há custo nenhum, na segunda e na segunda via rápida o instituto cobra. Fora essas duas taxas não existe nenhuma outra, e os boletos são gerados aqui, só eu entrego, no site não consegue”, disse Leandro.

Ele orienta as pessoas que caíram no golpe a procurarem a Delegacia de Polícia Civil para registro do Boletim de Ocorrência (B.O), visto que, além do valor pago, também são repassados os dados. O que, segundo o delegado de Irati, Paulo César Eugênio Leite, não tem acontecido, pois não há nenhum registro junto ao órgão. “Eu acho importante que a pessoa venha até a delegacia e faça o B.O, para que a gente possa começar a averiguar a origem desse boleto e dar início às investigações”.

Lisiane diz que não sabe o porquê aconteceu isso, pois fez tudo como informado. “Eu digitei o site correto, acho que foi porque eu coloquei em caps look, mas não sei dizer. Agora, pretendo ir à Delegacia para registrar o B.O, pois a minha maior preocupação é com os dados que passei”.

COMO SE PREVINIR

A pessoa que for solicitar o agendamento para emissão do RG, ou da 2ª Via é preciso ficar atento ao site do instituto (www.ii.pr.gov.br), verificar se tudo foi digitado corretamente. Se houver geração de boleto, não pagar e procurar o posto de identificação para averiguar, ou a Delegacia de Polícia.

O QUE FAZER?

O delegado orienta que, caso isso ocorra, o cidadão deve registrar o B.O. “Apesar do valor não ser expressivo, se considerar a quantidade de pessoas que podem estar caindo neste golpe, o criminoso vai estar ganhando muito dinheiro, isso é um prejuízo para o Estado, para a pessoa e prejudica a imagem do Instituto. Peço que compareçam à delegacia e registram o B.O”, comenta.

CRIME

O delegado informa que, ao que tudo indica, o crime praticado neste caso é de estelionato, quando a pessoa ganha dinheiro de um ardil para se favorecer, porém tudo vai depender do que for repassado no B.O.


Veja Também