Entidades organizam programação do Dia da Mulher em Irati

Neste ano, tema da campanha é “O Silêncio Mata”. Ações acontecem na Unicentro e nas escolas

 

Dia 08 de março, é o Dia Internacional da Mulher. Para celebrar a data, a Secretaria de Assistência Social de Irati, através da Rede de Proteção às Pessoas em Situação de Violência (RPPSV), elaborou uma série de ações que serão desenvolvidas no município.

Programação

08/03: Divulgação da Campanha “O SILÊNCIO MATA”, nas rádios e jornais.

De 11/03 a 15/03: Semana Nacional de Justiça pela “PAZ EM CASA”.

De 18/03 a 22/03: Divulgação da Campanha “O SILÊNCIO MATA”, nas escolas.

No dia 20/03 haverá o 3º Fórum da Mulher “AS CORES QUE VESTIMOS”, contando com mesas redondas, apresentação musical, exposição fotográfica e lançamento de livro. O evento acontecerá no Auditório Denise Stoklos, na UNICENTRO, Campus de Irati.

No período da tarde o Fórum começa a partir das 14h e, no período da noite, a partir das 19h. A realização é da Unicentro e Divisão de Promoção Cultural de Irati (DIPROC/I).

Escolas Estaduais

Para o público formado por alunos adolescentes do ensino fundamental e médio das Escolas e Colégios da Rede Pública Estadual de Ensino do município de Irati, haverá uma programação especial, de 18 a 22 deste mês, obedecendo ao seguinte cronograma:

18/03 – Colégio Estadual João de Mattos Pessoa

19/03 – Colégio Estadual Duque de Caxias

21/03 – Colégio Estadual Nossa Senhora de Fátima

22/03 – Colégio Estadual Presidente Costa e Silva (Florestal)

Em cada uma das escolas serão desenvolvidas atividades como jogo do privilégio e roda de conversa e debates a respeito do feminicídio e sobre o feminismo na sociedade.

A organização desta programação estará a cargo do Coletivo Marielas, Núcleo Maria da Penha (NUMAPE), Centro de Referência de Assistência Social (CRAS), Centro Especializado de Assistência Social (CREAS), Conselho Municipal de Políticas Públicas Para Mulheres, Diretório Central dos Estudantes (DCE/UNICENTRO) e Conselho da Comunidade.

Tema 2019

Este ano, o tema “O Silêncio Mata” traz a reflexão sobre a necessidade de falar sobre o que ainda precisa melhorar, sobre os problemas e os caminhos para que a mulher conquiste a igualdade que tanto vem lutando para validar. É dia de lembrar da luta feminista que tanto contribuiu para melhorar a vida das mulheres no mundo.

E também é dia de lembrar que a desigualdade, o preconceito e o machismo matam milhares de mulheres no mundo, que o feminicídio ainda é uma triste realidade que precisa acabar.

Um dos caminhos é a desconstrução dos padrões que limitam e violentam a vida das mulheres. Para isso, a educação em prol da igualdade de gêneros é imprescindível. Pensando nisso, nesse ano a organização da celebração está colocando como foco a reflexão e debate nas escolas, com crianças e adolescentes, buscando a conscientização sobre a urgência de construirmos um mundo com mais igualdade, em que a mulher seja respeitada e valorizada em toda a sua diversidade. 


Veja Também