Irmãs de Prudentópolis são medalhistas no tênis de mesa

Nos JEPs de Rebouças, Carmen e Jaqueline Dranski se classificaram para a fase macrorregional. Elas conheceram o esporte na escola
Jaqueline e Carmen conheceram o tênis de mesa por meio de um projeto na escola (Foto: Fernanda Hraber )

Na terça-feira (04), primeiro dia da fase regional dos Jogos Escolares em Rebouças, aconteceram as disputas do tênis de mesa. E, na categoria individual, as meninas da comunidade de Ligação, no interior do município de Prudentópolis, levaram para a casa duas medalhas dos JEPS, que são motivo de orgulho e alegria para toda a família e a escola.

Carmen Dranski, de 16 anos, e Jaqueline Dranski, de 13, foram guerreiras e conseguiram conquistar posições no pódio do tênis de mesa, representando o Colégio Estadual Imaculada Conceição. Carmen obteve a medalha de ouro na categoria individual, de 15 a 17 anos. E a irmã, Jaqueline, ficou com o segundo lugar na mesma categoria, porém, no grupo de 12 a 14 anos.

Esta é a 16ª medalha de Carmen, que começou a praticar tênis de mesa na escola. “O professor fez um pequeno torneio e eu passei. Ele me perguntou se eu gostaria de ir para os Jogos Escolares e eu disse que iria. Aí, comecei a ir”, contou ela, sorrindo com a medalha no peito.

Jaqueline vem aos Jogos Escolares pela primeira vez. Ela também conheceu o tênis de mesa na escola. “Treinava sempre na hora do recreio. Eu não tinha identidade para vim pra cá. Então, o diretor falou para eu participar do torneio da escola, passei e estou aqui”, comemora a jovem atleta, que saiu vitoriosa. Na sua categoria, o município de Prudentópolis reinou absoluto. O primeiro e o terceiro lugar, também foram de alunas da cidade: Marina Podgurski e Cleidiane Budniak, na sequência.

Com estes resultados, as duas irmãs vão participar da fase macrorregional, que será realizada em São Mateus do Sul. “Agora, vamos treinar mais ainda porque é uma fase mais avançada. Então, teremos que nos dedicar um pouco mais”, concluem Carmen e Jaqueline.

ESCOLA: A MAIOR INCENTIVADORA

Foi por meio de um trabalho realizado na Escola Imaculada Conceição, que fica a 60 km do centro de Prudentópolis, é que as meninas tiveram acesso ao tênis de mesa. A iniciativa é dos professores de Educação Física, que fazem os torneios entre os alunos com o objetivo de despertar este gosto pelo esporte.

“Neste ano, o professor Junior, que é diretor da escola também, fez os torneios em uma parceria com o professor André e comigo”, explica o professor Cleverson Pontarollo, que está acompanhando a equipe de Prudentópolis nestes JEPS. Ele diz que, no ano passado, a quadra da escola passava por reformas e, por este motivo, eles encontraram a oportunidade de trabalhar o tênis de mesa, proporcionando uma nova atividade esportiva. Assim, eles conseguiram intensificar, ainda mais, a modalidade. “O pessoal acabou conhecendo melhor, quis se aperfeiçoar e chegamos com este resultado agora”, comenta ele.

Pontarollo destaca que ficou muito satisfeito com estas conquistas. “A gente se sente privilegiado. Este tipo de coisa nos faz ver que o esforço vale a pena. Não é fácil, mas acaba compensando no final”.

Os Jogos Escolares do Paraná são promovidos pelo Governo do Estado, por meio da Secretaria da Educação e do Esporte, com o apoio do município de Rebouças.

Na terça-feira (04), primeiro dia da fase regional dos Jogos Escolares em Rebouças, aconteceram as disputas do tênis de mesa. E, na categoria individual, as meninas da comunidade de Ligação, no interior do município de Prudentópolis, levaram para a casa duas medalhas dos JEPS, que são motivo de orgulho e alegria para toda a família e a escola.

Carmen Dranski, de 16 anos, e Jaqueline Dranski, de 13, foram guerreiras e conseguiram conquistar posições no pódio do tênis de mesa, representando o Colégio Estadual Imaculada Conceição. Carmen obteve a medalha de ouro na categoria individual, de 15 a 17 anos. E a irmã, Jaqueline, ficou com o segundo lugar na mesma categoria, porém, no grupo de 12 a 14 anos.

Esta é a 16ª medalha de Carmen, que começou a praticar tênis de mesa na escola. “O professor fez um pequeno torneio e eu passei. Ele me perguntou se eu gostaria de ir para os Jogos Escolares e eu disse que iria. Aí, comecei a ir”, contou ela, sorrindo com a medalha no peito.

Jaqueline vem aos Jogos Escolares pela primeira vez. Ela também conheceu o tênis de mesa na escola. “Treinava sempre na hora do recreio. Eu não tinha identidade para vim pra cá. Então, o diretor falou para eu participar do torneio da escola, passei e estou aqui”, comemora a jovem atleta, que saiu vitoriosa. Na sua categoria, o município de Prudentópolis reinou absoluto. O primeiro e o terceiro lugar, também foram de alunas da cidade: Marina Podgurski e Cleidiane Budniak, na sequência.

Com estes resultados, as duas irmãs vão participar da fase macrorregional, que será realizada em São Mateus do Sul. “Agora, vamos treinar mais ainda porque é uma fase mais avançada. Então, teremos que nos dedicar um pouco mais”, concluem Carmen e Jaqueline.

ESCOLA: A MAIOR INCENTIVADORA

Foi por meio de um trabalho realizado na Escola Imaculada Conceição, que fica a 60 km do centro de Prudentópolis, é que as meninas tiveram acesso ao tênis de mesa. A iniciativa é dos professores de Educação Física, que fazem os torneios entre os alunos com o objetivo de despertar este gosto pelo esporte.

“Neste ano, o professor Junior, que é diretor da escola também, fez os torneios em uma parceria com o professor André e comigo”, explica o professor Cleverson Pontarollo, que está acompanhando a equipe de Prudentópolis nestes JEPS. Ele diz que, no ano passado, a quadra da escola passava por reformas e, por este motivo, eles encontraram a oportunidade de trabalhar o tênis de mesa, proporcionando uma nova atividade esportiva. Assim, eles conseguiram intensificar, ainda mais, a modalidade. “O pessoal acabou conhecendo melhor, quis se aperfeiçoar e chegamos com este resultado agora”, comenta ele.

Pontarollo destaca que ficou muito satisfeito com estas conquistas. “A gente se sente privilegiado. Este tipo de coisa nos faz ver que o esforço vale a pena. Não é fácil, mas acaba compensando no final”.

Os Jogos Escolares do Paraná são promovidos pelo Governo do Estado, por meio da Secretaria da Educação e do Esporte, com o apoio do município de Rebouças.


Veja Também