Paraná ultrapassa 2 mil casos em 24h e bate recorde de mortes

São 2.060 confirmações e 44 mortes causadas pela Covid-19. O alcance da doença chegou a mais de 90% dos municípios. Dos 399, apenas 36 ainda não registram diagnóstico positivo. Agora são 26.024 casos e 693 mortos.

A Secretaria de Estado da Saúde divulgou nesta quinta-feira (2) número recorde de casos e mortes pela Covid-19. São 2.060 confirmações e 44 pessoas perderam a vida.

O alcance da doença chegou a mais de 90% dos municípios paranaenses. Dos 399, apenas 36 ainda não registram diagnóstico positivo e, em 36%, 147 cidades, já ocorreram mortes pela doença.

Há ajustes de município, exclusão de confirmações e de um óbito detalhados ao final do texto.

O total de diagnósticos confirmados chega agora a 26.024 casos e 693 mortos entre residentes do Paraná, a partir da divulgação dos casos em 12 de março.

Desde o início do monitoramento a Secretaria da Saúde confirmou por dia, em média, 232 diagnósticos positivos em 112 dias. Em relação às mortes, em média, sete pessoas perderam a vida desde o primeiro óbito registrado no Estado, em 27 de março, há 97 dias.

INTERNADOS – 798 pacientes estão internados hoje (quinta-feira). 636 pacientes estão em leitos SUS (220 em UTI e 416 em leitos clínicos/enfermaria) e 162 em leitos da rede particular (61 em UTI e 101 em leitos clínicos/enfermaria).

Há outros 741 pacientes internados, 421 em leitos UTI e 320 em enfermaria, que aguardam resultados de exames. Eles estão em leitos das redes pública e particular e são considerados casos suspeitos.

MORTES – A secretaria informa a morte de mais 44 pacientes, e todos estavam internados. São 21 mulheres e 23 homens, com idades que variam de 38 a 92 anos. Os óbitos ocorreram entre os dias 18 de junho a 2 de julho.

Os pacientes que faleceram residiam em Curitiba (15), Colombo (5), Piraquara (4), Cascavel (3), Toledo (2). Um caso em cada um dos seguintes municípios: Araucária, Chopinzinho, Cianorte, Enéas Marques, Fazenda Rio Grande, Guapirama, Ibaiti, Londrina, Lunardelli, Peabiru, Rolândia, Santana do Itararé, São José dos Pinhais, Sengés e União da Vitória.

MUNICÍPIOS – 363 cidades paranaenses têm ao menos um caso confirmado pela Covid-19.  Santo Antônio do Paraíso e São Pedro do Ivaí registraram casos pela primeira vez. Em 147 municípios há mortes pela doença.

FORA DO PARANÁ – O monitoramento da Secretaria registra 280 casos de residentes de fora. Treze pessoas morreram.

AJUSTES - Alteração de município. Um caso confirmado na data de 22 de junho em Quatro Barras foi transferido para Piraquara. Um óbito confirmado na data de 23 de junho em Francisco Beltrão foi transferido para Marmeleiro.

Exclusão: Um caso confirmado na data de 17 de junho em São Sebastião da Amoreira foi excluído por duplicidade de notificação.

Um óbito confirmado em Rancho Alegre na data de 22 de maio foi retirado do boletim. Após investigação epidemiológica ficou confirmado como morte por outras causas.

A Secretaria da Saúde lembra que os municípios têm critérios diferentes de confirmação de casos e por isso pode ocorrer divergência de número de pacientes. Informa, ainda, que os dados são consolidados na gestão estadual, mas os municípios encaminham as informações para as regionais que repassam para o CIEVS na Sesa.

Segue a lista de fabricantes de testes rápidos validados pelo Instituto Nacional de Controle de Qualidade em Saúde (INCQS) que têm os resultados positivos incluídos no monitoramento do CIEVS:

1. ONE STEP COVID-2019 TEST®️ da fabricante Guangzhou WondfoBiotechCo., Ltda., cujo representante legal no Brasil é a empresa Celer Biotecnologia S/A.

2. MEDTESTE CORONAVÍRUS (COVID-19) igG/IgM da fabricante Hangzhou Biotest Biotech Co. Ltd cujo representante legal no Brasil é a empresa Medlevensohn Com Repres Prod Hosp Ltda.

3. COVID-19 IgG/IgM ECO do fabricante Eco Diagnóstica Ltda-ME, cujo representante legal no Brasil é a empresa Eco Diagnóstica Ltda-ME

4. COVID-19 IgG/IgM BIO do fabricante Quibasa Química Básica Ltda, cujo representante legal no Brasil é a empresa Quibasa Química Básica Ltda.

Confira o informe completo:

 


Veja Também