PM apreende armas de fogo e munições

Ao ser acionada por homem que relatou que o vizinho estaria fazendo disparos com armas de fogo, a Polícia Militar de Irati se deslocou até o local onde encontrou o suspeito deitado com uma espingarda no colo. No local foi apreendido armas de fogo, munições e acessórios
No local foi encontrado armas de fogo, munições e acessórios (Foto: PMPR)

No sábado (20), por volta das 19h30min, a PM de Irati foi acionada por um homem que informou que o vizinho teria feito a própria família de refém, os mantendo trancados dentro da residência, bem como estaria realizando disparos de arma de fogo em frente a casa. O solicitante disse, ainda, que o homem havia dito que mataria seus familiares e posteriormente se mataria.

O informante ouviu vários disparos de arma de fogo e relatou a policia que o mesmo estaria fortemente armado com espingarda e revolver. Após a denúncia, a PM se deslocou até o local onde encontrou o pai do suspeito que afirmou que o filho estava armado, e havia feito vários disparos e que no momento se encontrava no quarto, ao fundo da residência, com uma espingarda.

Logo, foi realizado o adentramento tático e a equipe deparou-se com o suspeito sentado na cama com a espingarda no colo. Dado voz de abordagem, ele mesmo titubeou em atacar, vindo a colocar as mãos na cabeça após alguns segundos.

Após a imobilização o homem foi algemado a fim de resguardar a integridade dos envolvidos. Questionado sobre as outras armas, o pai afirmou que estavam no quarto. Feita a busca residencial, foi localizado um revólver calibre .22, uma espingarda 28, uma espingarda 36 e uma espingarda de pressão 4.5, 80 estojos de espingarda 12 deflagrados, 36 munições de espingarda 12 intactas, 12 munições de 22 intactas e 3 estojos deflagrados e uma caixa de sapatos com pólvoras, espoletas, cartuchos, chumbos e demais materiais utilizados para a recarga de munições, além de coldre e um baleiro de cintura.

A esposa e o filho do casal não estavam em casa no momento da abordagem e retornaram ao local após a situação ter sido contornada pela PM. Segundo a mulher, no momento do “surto”, ela e o filho de 9 anos teriam se trancado dentro de casa para se protegerem e quando puderam, deixaram o local correndo. Ainda, a vítima contou aos policiais que o homem tem crises de ciúmes e que tiveram várias discussões no decorrer da semana. As partes foram encaminhadas até a delegacia de Irati para os procedimentos pertinentes.


Veja Também