“Pracinha” Waldomiro Correia morre aos 99 anos em Rebouças

O velório aconteceu na Câmara Municipal de Rebouças
(Foto: Reprodução)

Waldomiro Correia, ex-combatente na Segunda Guerra Mundial, faleceu no dia 19 de abril, esta data, coincidentemente, é dedicada pela nação brasileira aos combatentes que participaram do conflito. O velório foi realizado na sede do Poder Legislativo Reboucense. 
O sepultamento aconteceu no cemitério municipal de Rebouças com honras militares, cortejo escoltado por veículo do exército brasileiro, tropa armada e salvas de tiros. 

Biografia

Natural de Rebouças, o “pracinha” nasceu no dia 2 de dezembro de 1921 e ingressou no exército brasileiro aos 21 anos, em 1941. Em setembro de 1944 integrou a Força Expedicionária Brasileira - FEB na Segunda Guerra Mundial, na Itália. Retornou ao Brasil em 1945. Em 1964, casou-se com Amélia Bianco Correia e com ela teve três filhos: Jandira, Dirceu e Ivanira Correa. Waldomiro também foi avô de oito netos, e teve nove bisnetos.  

A Câmara Municipal de Rebouças prestou homenagens aos ex-“pracinha”. O presidente da Câmara, Getúlio Gomes Filho, destacou a grandeza de Waldomiro por sua participação nesse momento histórico.
A Câmara Municipal de Rebouças prestou homenagens aos ex-"pracinhas". O presidente da Câmara, Getúlio Gomes Filho, destacou a grandeza de Waldomiro por sua participação nesse momento histórico. “Há 40 anos atrás conheci Waldomiro e sua família, e ele pediu para ser velado na Câmara, o pedido foi atendido por causa de sua importância. O enterro foi muito emocionante, nós temos que valorizar muito os ex-combatentes por enfrentarem uma guerra. Representar o Brasil na guerra é uma coisa que não há palavras para agradecer! Não teve quem não se emocionasse durante as honras militares.” disse o presidente da Câmara.


Veja Também