PROERD forma mais 320 alunos em Irati

Projeto da Polícia Militar faz trabalho de prevenção às drogas e violão, reforçando as boas práticas cidadãs
Cerca de 8.500 alunos de Irati já participaram do projeto (Foto: Assessoria PMI)

Em cerimônia bastante prestigiada, na sexta-feira (13), ocorreu a formatura do Programa Educacional de Resistência às Drogas e à Violência (PROERD) de 320 alunos da Rede Municipal de Ensino, desenvolvido pelo 2º Pelotão, da 5ª Cia do Batalhão de Patrulha Escolar Comunitária em parceria com a Secretaria Municipal de Educação da Prefeitura de Irati e Conselho da Comunidade.

O PROERD começou em 1983, em Los Angeles – EUA, com o nome de DARE. No Brasil, chegou em 1992 e no Paraná começou a ser aplicado no ano de 2000. Já em Irati o programa teve início em 2002, tendo como o primeiro instrutor o então cabo Valdemar Barankievicz.

Nestes 17 anos de existência, o programa foi interrompido por alguns anos, mas foi retomado na atual gestão municipal e já formou cerca de 8.500 alunos, muitos são adultos e com destaque na sociedade. No Paraná, o programa contabiliza a formação de 1,8 milhão de alunos.

O programa consiste num esforço cooperativo entre a Polícia Militar, as Escolas e as Famílias, que trabalham juntos na formação de bons cidadãos para a construção de uma sociedade melhor. Durante três meses, um policial militar fardado e devidamente capacitado, semanalmente frequenta as salas de aula instruindo as crianças sobre os malefícios das drogas e da violência.

Em sala de aula, os alunos são convidados a escrever uma redação sobre a importância de ficar longe das drogas, da violência e do PROERD. Os selecionados foram: Maria Luiza Les do Nascimento (Antonina FilusPanka); Davi Gabriel Ferreira e Henrique Prado Silva (Francisco Vieira de Araújo); Beatriz FilusTeleginski, Isadora Zarpellon, Joice Nayane Bueno e Júlia Maria Panko (Irmã Helena Olek); José Augusto Gonçalves (João Paulo II); Wellen Juliana Gonçalves (Matilde Araújo do Nascimento); Pedro Henrique Brisky dos Santos (Mercedes Braga); Derick Mateus Vidal Gomes da Luz (Olaria Filipak); Maria Vitória Chaibe (Plínio Anciutti Pessoa); Vitória EmanueliBandacheviski e Nayane Cordeiro de Ramos (Rosalina Cordeiro de Araújo)e Gabriel da Silva Bindes (Tancredo Martins).

Representando a todos alunos a aluna Júlia Maria Panko, da Escola Municipal Irmã Helena Olek, acompanhada do instrutor Passos, fez a leitura de sua redação. A aluna Luana Ribeiro, da Escola Municipal Rosalina Cordeiro de Araújo, ao lado do instrutor Adriano leu o compromisso dos Proerdianos.

O comandante da 8ª Cia. Independente de Polícia Militar, Major Joas Marcos Carneiro Lins, informou que em 2020 o número de alunos participantes será dobrado, ou seja, passará de 600 estudantes.

O prefeito Jorge Derbli enalteceu a parceria com a Polícia Militar na realização anual do programa. “Fica os nossos agradecimentos a Polícia Militar, aos instrutores, aos nossos profissionais de educação, aos pais e colaboradores, pelo excelente trabalho na formação das nossas crianças, criando essa rede de proteção contra as drogas e a violência”, disse o prefeito.

PRESENÇAS

A solenidade foi prestigiada pelo Prefeito Jorge Derbli; Capitão Paulo Cesar Marcondes (comandante da 5ª Cia. do BPEC); Major Joas Marcos Carneiro Lins (comandante da 8ª CIPM); Marcelo Fabrício ChociaiKomar (chefe do Núcleo Regional de Educação); EriveltonLaat (vice-diretor da Unicentro); vereadores Soldado Elias e Ronildo Surek; Elias Mansur (presidente da ACIAI); Alceu Filipak (Conselho da Comunidade); João Salim Chami (presidente do Rotary Club); Sargento Bitencourt (Corpo de Bombeiros); Ria Almeida (secretária de Educação) e secretários.


Veja Também