Prudentópolis e Ternopil fortalecem laços entre Paraná e Ucrânia

Cidades assinarão acordo no dia 6 de março. Governador em exercício recebeu o prefeito de Prudentópolis e destacou a iniciativa. Cerca de 70% da população da cidade tem raízes no país da Europa Oriental

O governador em exercício do Paraná, Darci Piana, recebeu na quinta-feira (28) um convite para participar da cerimônia de assinatura do acordo de parceria internacional entre as cidades de Prudentópolis, no centro-sul do estado, e Ternopil, na Ucrânia. Os municípios têm ligações históricas e culturais. O convite foi entregue pelo prefeito de Prudentópolis, Adelmo Luiz Klosowski.

Ternopil é uma cidade do Oeste da Ucrânia localizada às margens do rio Seret, na região da Galícia. Os ucranianos começaram a chegar ao Paraná no final do século 19 oriundos justamente da Província da Galícia, no extremo Leste do então Império Austro-Húngaro.

Os municípios se tornaram próximos no fim de 2018, quando Prudentópolis recebeu uma comitiva ucraniana composta pelo prefeito de Ternobil, Sergiy Nadal, parlamentares e diretores de empresas ligadas aos setores elétrico, de tecnologia e comércio.

Segundo o prefeito de Prudentópolis, o termo de cooperação reconhece a preservação da cultura ucraniana na cidade. “O objetivo é a troca de informações, tecnologia, cultura e potencial turístico. Nós ainda celebramos missas na língua ucraniana, preservamos as tradições. Com o acordo, vamos facilitar o encontro entre empresários de Ternobil e de Prudentópolis”, destacou Klosowski. Esse acordo fortalece as relações entre a comunidade paranaense e o país europeu, principalmente nas áreas de educação, agricultura, infraestrutura e segurança pública.

A assinatura acontecerá na próxima quarta-feira (06) no Clube XII de Novembro, em Prudentópolis.

PARANÁ-UCRÂNIA

Cerca de 600 mil descendentes de ucranianos vivem no Paraná, segundo estimativas da Sociedade Ucraniana do Brasil - 60% deles em municípios como Prudentópolis, Ivaí, Mallet, Pitanga e Guarapuava. Em Prudentópolis, cerca de 70% da população tem raízes no país da Europa Oriental.

A assinatura do acordo em março marca o segundo encontro entre autoridades dos dois países em 2019. Em janeiro, o governador Carlos Massa Ratinho Junior recebeu o embaixador da Ucrânia no Brasil, Rostyslav Tronenko, para fortalecer os laços entre as nações. O Paraná estuda enviar para o país europeu estudantes brasileiros das escolas públicas, nos moldes das bolsas de estudo já oferecidas para jovens da comunidade ucraniana paranaense.


Veja Também