SAMU é lançado em Irati

Serviço ficará junto ao Corpo de Bombeiros, e a equipe fará um treinamento antes de começar os atendimentos
Irati é o primeiro município da região a implantar o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência, o SAMU, que atenderá os casos de urgência e emergência. Agora, os profissionais já contratados serão capacitados por um período, para depois começarem os atendimentos. A base provisória será junto ao Corpo de Bombeiros, local em que foi lançado o serviço na quinta-feira (30).

Depois de várias discussões sobre a instalação do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU), a Prefeitura lançou na quinta-feira (30), o funcionamento do sistema no município de Irati. A partir de agora, os atendimentos de urgência e emergência contam com mais um serviço.

O sistema foi contratado pelo CIMSAMU, que é do Consórcio Intermunicipal SAMU Campos Gerais, com sede em Ponta Grossa. Com o lançamento, as profissionais devem começar o treinamento. Após este período, iniciam os atendimentos. Irati terá uma Unidade Móvel básica e uma Unidade Avançada para realizar os serviços aos pacientes.

“É uma grande conquista para a cidade de Irati e toda a região. Todos os prefeitos aderiram ao SAMU e hoje está sendo implantada a base. Já temos um excelente trabalho realizado pelo Corpo de Bombeiros, pelo Siate e, agora, mais o SAMU que, com certeza, vai agregar mais este trabalho, este serviço à população. Este é um investimento que vai salvar muitas vidas. O custo sempre existe e dinheiro nunca tem, mas uma boa gestão, você remaneja daqui, dali. Daremos um jeito de usar esse dinheiro público para dar este atendimento à população”, disse o prefeito de Irati, Jorge Derbli.

O presidente da Amcespar e prefeito de Inácio Martins, Junior Benato, acompanhou o lançamento do SAMU em Irati e comentou sobre esta conquista para a região. “É um ganho muito grande, claro que as coisas não acontecem do dia para a noite, este é um processo de 2009. No meu primeiro mandato, lembro da gente falando e estudando sobre o SAMU sempre sobre o custo que terá para os municípios, mas como Jorge falou: o custo da vida é imensurável. E isto veio para a Irati e região para salvar vidas. Estamos muito felizes. É a nossa população que ganha”.

De acordo com o diretor geral do CIMSAMU de Ponta Grossa, Jaime Menegotti Nogueira, o SAMU vem aumentar a qualidade no serviço já prestado. “O que vai melhorar é a qualidade nos atendimentos de urgências e emergências, porque com um médico junto a chance de salvar um paciente em estado grave ou de risco é muito maior. O SAMU, através da regulação, vai direcionar o paciente para o local mais adequado, mais preparado para que possa receber o melhor atendimento”.

Este serviço deve trazer mais agilidade nos atendimentos. “ O SAMU é um componente muito importante para a região e para o município, pela agilidade, pelo tempo. Ele vai pegar o paciente certo, na hora certa, e levar ao lugar certo. O serviço é muito rápido, se ele precisar fazer alguma estabilização vai ao hospital, mas já tem a porta aberta, que o hospital de referência já estará esperando o paciente”, enfatiza a secretária de Saúde municipal, Jussara Kublinski Hassen.

A base do SAMU ficará, provisoriamente, junto ao 3º Subgrupamento do Corpo de Bombeiros de Irati. A tenente Carla Spak, fala sobre este novo serviço “O SAMU vem como uma soma de serviços, porque são mais pessoas que poderão ser atendidas. A equipe ficará no quartel durante um período, até que a Prefeitura tenha um local mais adequado. Este serviço vem somar, a população terá uma capacidade muito maior de atendimento, e isso é muito importante para a nossa região”.

SERVIÇO DO SAMU

O SAMU irá prestar socorro à população nas residências, locais de trabalho e vias públicas. A equipe em Irati é composta por dois condutores de ambulância e também socorristas, enfermeira e dois médicos, todos serão capacitados em atendimento de urgência e emergência, e já estão recebendo o treinamento necessário.

Após a qualificação, a população deve ser informada de quando começa a operar o serviço, que será por meio do número 192, que é gratuito. O diretor do CIMSAMU explica que a ligação será direcionada a central de regulação de Ponta Grossa. Nela, será feita uma análise do local da ocorrência e o estado da vítima, assim, entram em contato com a base de Irati e a equipe atenderá a ocorrência.

INVESTIMENTO

O SAMU é tripartite, entre Governo Federal, Estadual e Municipal. Assim, até o serviço ser habilitado e qualificado, a Prefeitura de Irati irá pagar R$ 1,35 por habitante. Depois de começado o serviço já é possível solicitar a habilitação, junto ao Ministério da Saúde, que entra com 75% do custeio, o estadual com 25%. Cerca de 25%, mais a base - o local que o SAMU ficará, é de responsabilidade do município.

REGIÃO

A região Centro Sul do Paraná será atendida pelo SAMU. Serão cerca de cinco ambulâncias básicas, além da avançada que ficará em Irati, mas beneficiará todos os municípios da Amcespar. De acordo com Roberto Bandeira, da diretoria do CIMSAMU, ainda está em andamento os trâmites. “O próprio município pede ao Ministério da Saúde a ambulância, faz um pedido, que pode ser acompanhado e o Ministério, à medida que vai licitando os lotes, vai entregando para os municípios. Então, é importante que os prefeitos entrem em contato com o CIMSAMU para que façamos esse contrato de rateio, para darmos toda a assistência que precisa para que a ambulância comece a funcionar”.

DIFERENÇA DE ATENDIMENTO

Com o início do funcionamento do SAMU em Irati, o atendimento à população ganha importante reforço nos casos de urgência e emergência. É um trabalho conjunto com o dos Bombeiros, mas ambos se complementam. A Secretaria de Saúde elaborou um material que esclarece as diferenças entre os serviços, e os casos em que cada um deles deve ser acionado.

QUANDO CHAMAR SAMU (192)

Dores no peito de aparecimento súbito, crises convulsivas (ataques), intoxicação ou envenenamento, queimaduras graves, trabalhos de parto com situação de risco, perda de consciência (desmaio), queda acidental, sangramento (hemorragias) e crise hipertensiva.

QUANDO CHAMAR BOMBEIROS (193)

Incêndio, acidentes com pessoas presas nas ferragens, tentativas de suicídio, choques elétricos, acidentes de trânsito com atropelamento, salvamento aquático, quedas de alturas, desabamentos, deslizamento de terra, vazamento de gás, pessoas perdidas em matas ou montanhas e acidentes com produtos perigosos.

“O SAMU não é gasto, é investimento em saúde”. -Prefeito Jorge Derbli


Veja Também