Transporte público pode parar

Esta semana, a Transiratiense, empresa que presta serviço de transporte público em Irati, fez o anúncio que pode fechar a modalidade no município, por causa de problemas financeiros. O gerente destaca que a aprovação de uma lei municipal, do ano passado, que garante a gratuidade no pagamento da passagem de idosos acima de 60 anos, é o principal fator para esta situação.

Com todos os problemas enfrentados pelo transporte público no país, chegou à vez de Irati. É claro que tenhamos outros problemas, como a demora nos ônibus, as rotas e os horários, mas fechar este serviço, nem que seja por um dia, pode afetar muito a população que só tem esse meio para se locomover, ou que utiliza no dia a dia.

O transporte público é o quarto maior problema das cidades para 12,4% da população de 319 municípios brasileiros, ficando atrás apenas da violência e segurança, da saúde e do desemprego, de acordo com pesquisa sobre o perfil da mobilidade urbana nas grandes cidades. De acordo com os dados, 61,1% das pessoas consideram que o poder público é o responsável pela melhoria do transporte público. Porém, não é isso o que acontece nos municípios menores, em Irati, por exemplo, não há subsídio da Prefeitura.

A Transiratiense trabalha com concessão e é uma empresa privada que presta serviços ao município, como não há o subsídio, a passagem fica mais cara, e todos os custos da empresa são custeados com os usuários pagantes, como estudantes pagam metade e idosos não pagam, a receita diminui ainda mais. Esta é a reclamação da empresa. Com a nova lei aumenta a quantidade de pessoas que não pagam e acaba sobrando para os bolsos da empresa custear este transporte.

É dever do poder público oferecer o este serviço, a Prefeitura fez a parte dela contratando a empresa, mas agora, precisa agir para resolver a situação, pois a Transiratiense já está com funcionários com aviso prévio, então, a tendência é que parem os trabalhos. O poder público precisa pensar em uma estratégia para não deixar na mão a população que tanto precisa do serviço e que confia no trabalho político do município.


Veja Também