Com limitação no número de pessoas, parques estaduais do Paraná registram filas para trilhas

Durante o feriado, barracas foram vistas montadas nos morros das unidades de conservação. Acampamentos estão proibidos nos locais por causa da pandemia do novo coronavírus.

Filas e aglomerações foram registradas na entrada de trilhas e morros do estado ao longo do feriado prolongado da Independência, entre sábado (5) e segunda-feira (7).

As maiores concentrações de pessoas aconteceram enquanto as pessoas aguardavam por uma vaga para fazer as trilhas ou entrar nos parques.

Medidas adotadas pelo Instituto Água e Terra (IAT) restringiram o número de interessados em acessar os parques e unidades de conservação por causa da pandemia do novo coronavírus.

Os parques estaduais foram reabertos no Paraná no dia 15 de agosto.

No Morro do Anhangava, em Quatro Barras, na Região Metropolitana de Curitiba, por exemplo, o limite estabelecido é de 200 pessoas. Na trilha do Caminho do Itupava, entre Curitiba e Morretes, são permitidas, no máximo, 350 pessoas por vez.

Além da limitação no número de pessoas, é obrigatório o uso de máscaras nos locais.

Acampamentos

Os acampamentos estão proibidos pelo IAT nos parques e morros do estado, mas mesmo assim brigadistas da Federação Paranaense de Montanhismo (Fepam) flagraram barracas montadas nas unidades de conservação.

Apesar da estiagem e do risco de incêndio, fogueiras também foram encontradas nas trilhas.

 

Barracas foram vistas nas trilhas do estado — Foto: Reprodução/RPC