Governo apresenta a construtoras nova modalidade habitacional, que vai atender 30 mil famílias

Por meio da Cohapar, serão investidos R$ 450 milhões na concessão de subsídios para viabilizar compra da casa própria por famílias com renda de até três salários mínimos. Construtoras poderão participar de Chamamento Público da companhia para receberem benefícios em seus empreendimentos

AEN

Representantes da Cohapar apresentaram na noite desta terça-feira (15), em um evento virtual com empresários de construtoras organizado pelo Sindicato da Indústria da Construção Civil no Paraná e membros da Caixa Econômica, detalhes sobre a nova modalidade do programa Casa Fácil, que vai conceder cerca de R$ 450 milhões em recursos estaduais para subsidiar os custos de imóveis financiados pelo Governo Federal a cerca de 30 mil famílias paranaenses.

Serão R$ 15 mil concedidos por família para custeio do valor de entrada de financiamentos imobiliários do programa Casa Verde e Amarela para as construtoras que firmarem parceria com a Cohapar. Com isso, pessoas que até então não tinham condições financeiras para aprovação de crédito poderão adquirir uma casa própria.

Segundo o superintendente de Programa da Cohapar, Kerwin Kuhlemann, a iniciativa vai ampliar o potencial público a ser atendido pelos projetos habitacionais. “O evento teve como principal objetivo dialogar com o setor produtivo e antecipar a eles as pretensões do Governo do Estado em fornecer subvenções financeiras a famílias com renda de até três salários mínimos, que atualmente estão fora do sistema financeiro de habitação”, disse Kuhlemann.

“Com este subsídio, o setor produtivo poderá trabalhar em projetos que atendam famílias de mais baixa renda e aumentar o volume de projetos em andamento e obras, gerando empregos, renda e fomentando a economia dos municípios paranaenses”, acrescenta o superintendente da companhia.

CHAMAMENTO ÀS EMPRESAS – De acordo com o presidente da Cohapar, Jorge Lange, a expectativa é concluir o firmamento da parceria com a Caixa Econômica, que financia os projetos do Casa Verde e Amarela. Com isso, um Chamamento Público será aberto às construtoras interessadas para que se habilitem e obtenham os benefícios estaduais em seus empreendimentos.

“Vamos assinar nos próximos dias a parceria com a Caixa Econômica, nesta ação que representa o maior volume investido por um estado em habitação neste momento”, informa Lange. “Este é um programa construído junto com o setor produtivo e o Governo Federal e que vai contribuir com a retomada rápida da economia, com geração de emprego e produção de riquezas no setor da construção civil”, afirma o presidente da Cohapar.

INSCRIÇÕES DAS FAMÍLIAS – A partir da abertura do Chamamento Público e credenciamento das empresas, os empreendimentos aprovados serão divulgados a todas as famílias inscritas no cadastro de pretendentes da Cohapar no município onde as casas serão construídas. As inscrições estão disponíveis no SITE.

A partir da manifestação de interesse, que também é feita de forma digital, as famílias poderão pleitear a concessão dos R$ 15 mil, desde que se enquadrem nos critérios socioeconômicos do programa, mediante análise da própria companhia e da Caixa.

Se a documentação for aprovada, o crédito será concedido diretamente ao banco, que abaterá o valor do custo total do imóvel. Dessa maneira, os beneficiários arcarão apenas com as prestações mensais de financiamento, sem necessidade de um grande pagamento inicial, que é o principal entrave para a compra da casa própria pela maior parte da população.