Governo autoriza retorno das atividades não essenciais a partir do dia 10

Novas medidas serão adotadas depois desta data. Veja o que muda

Na tarde desta sexta-feira (05), o governador do Paraná, Carlos Massa Ratinho Junior, anunciou a prorrogação das medidas restritivas até o dia 10 de março (quarta-feira). O objetivo é conter o avanço da Covid-19 no estado.

Desta forma, continuam suspensas as atividades consideradas não essenciais, assim como as aulas presenciais. O toque de recolher permanece das 20h às 05h do dia seguinte até 17 de março.

As novas medidas foram anunciadas pelo governador e também pelo secretário estadual de Saúde, Beto Preto. O decreto anterior, que está em vigência, é valido até segunda-feira (08), e agora terá mais dois dias de duração.

MUDANÇAS

A partir de quarta-feira (10), até o dia 17 de março, por uma semana, está liberada a volta das atividades não essenciais com restrição de horário, das 10h às 17h, para municípios com mais de 50 mil habitantes. De acordo com o governador, a medida é para diminuir a ocupação no transporte público das cidades.

Aulas da rede particular podem voltar neste dia no modelo híbrido, com até 30% de estudantes em sala. A rede estadual pública está autorizada a partir do dia 15 de março, também no formato semipresencial.

As academias podem funcionar das 6h às 20h, de segunda a sexta-feira, com limitação de 30% de ocupação.

Restaurantes, bares e lanchonetes podem funcionar das 10h às 20h, de segunda a sexta, com limitação de capacidade de 50%, o funcionamento na modalidade entrega está permitido.

Cinemas, eventos, museus, festas, reuniões com aglomeração, confraternizações familiares ou de empresas, reuniões  continuam suspensas. 

No fim de semana, dias 13 e 14, as atividades não essenciais voltam a ser suspensas em todo o estado.

Atividades essenciais como supermercados, farmácias, clinicas, entre outras, continuam liberadas, inclusive nos fins de semana.  

IRATI

Em Irati, na manifestação que aconteceu hoje (05), o prefeito Jorge Derbli explicou que na segunda-feira (08) a Prefeitura irá reunir lideranças municipais e os setores de Saúde para avaliar a situação dos casos de Covid no município para tomar uma decisão em conjunto de como irá proceder em relação aos decretos estaduais.