Governo trabalha por textos de consenso da reforma tributária e do pacto federativo

Estratégia foi definida nesta quarta-feira (23) em reunião com o presidente Jair Bolsonaro, ministros e líderes do Congresso

O líder do governo na Câmara, deputado Ricardo Barros (PP), afirmou que há um esforço do Governo e do Congresso para elaborar propostas de consenso para a reforma tributária e do novo pacto federativo. A estratégia foi definida nesta quarta-feira (23) em reunião com o presidente Jair Bolsonaro, ministros e líderes do Congresso.  

“Esses textos serão submetidos aos líderes da Câmara e do Senado para receber contribuições e o que for será encaminhado para Câmara dos Deputados (reforma tributária) e ao senador Márcio Bittar (MDB-AC) que apresentará o seu relatório (pacto federativo) no Senado”, explicou.

“A reunião foi para avaliar as várias alternativas que nós temos para financiar o programa de renda social, para desonerar a folha de pagamento que são objetivos já anunciados pelo presidente desde a campanha e que nós queremos alcançar”, acrescentou. 

RIGOR FISCAL – Ricardo Barros reafirmou o compromisso Governo com a manutenção do teto de gastos, rigor fiscal e salientou que não haverá aumento da carga tributária. 

“Reafirmamos o nosso compromisso com o teto de gastos e o rigor fiscal. Estamos buscando dentro do orçamento, recursos para poder avançar nos programas e se houver a necessidade faremos uma substituição de tributação, mas não haverá aumento de carga tributária.”