Irati ganha condomínio do idoso em investimento de R$ 5 milhões

Representando a governadora Cida Borghetti, o presidente da Cohapar, Nelson Cordeiro Justus, veio a Irati e, durante o sábado de

Representando a governadora Cida Borghetti, o presidente da Cohapar, Nelson Cordeiro Justus, veio a Irati e, durante o sábado de rodeio (14), anunciou a liberação de mais um benefício para o município junto ao Governo do Estado. Junto ao diretor de Programas e Projetos do órgão, Orlando Agulham Júnior, o prefeito Jorge Derbli foi comunicado que, na véspera dos 111 anos de Irati, a cidade ganhou o condomínio do idoso, com 40 unidades habitacionais e toda a infraestrutura complementar.

A iniciativa faz parte do programa Morar Bem Terceira Idade, que será realizado pela Cohapar. Foto: Divulgação

Características do empreendimento

Os condomínios da terceira idade são núcleos habitacionais fechados horizontais, compostos por residências adaptadas, compostas por um dormitório, sala, banheiro, cozinha, e varanda, infraestrutura de lazer completa, com praça de convivência, biblioteca, sala de informática, academia ao ar livre, horta comunitária, salão de festas e atividades, pista de caminhada e quiosques próprios para a prática de jogos de tabuleiro e carteado.

A moradia e os espaços comuns são adaptados às necessidades físicas dos residentes, o que implica em itens de acessibilidade, tais como portas mais largas, barras de apoio, áreas com fácil acesso para quem tem dificuldades de locomoção, ventilação cruzada e adequação dos pisos, ambulatório para atendimentos médicos básicos aos residentes, guarita com dormitório e sala de administração, sistemas de geração de energia solar, captação de águas das chuvas e implantação de poço artesiano, quando verificada a viabilidade.

O prefeito Jorge Derbli, afirmou que o terreno para o novo residencial já está sendo pesquisado. Esse é um grande presente do Governo do Estado para Irati, e vai ajudar em muito a pessoa idosa que ainda não tem a sua casa própria, afirmou.

Pelo programa, a Cohapar constrói o condomínio, e a prefeitura atende os idosos com serviços ambulatoriais, áreas de lazer e ações na área social. Os moradores pagam um aluguel social entre R$ 50 e R$ 150 por mês.

Este é um exemplo do trabalho da Cohapar, que presta um grande serviço ao Estado na área de habitação popular, com projetos urbanos e de moradias rurais, atendendo as pessoas que mais precisam, disse o presidente da entidade, Nelson Cordeiro Justus, reforçando a importância da parceria com os municípios.