Lideranças políticas lamentam morte de servidores da Casa Civil

Autoridades se manifestaram por nota ou nas redes sociais

Com a confirmação da morte do superintendente da Casa Civil e suplente de deputado estadual pelo PSDB do Paraná, Phelipe Mansur, do assessor, João Ricardo Schneider, e do motorista, Paulo Rogério da Cruz, lideranças políticas se manifestaram em redes sociais lamentando a morte dos servidores e prestando apoio aos familiares. Mansur era uma grande figura política e todos tinham um carinho por ele dentro do Governo. Ele era neto do ex-governador do Paraná, João Mansur (in memorian).

RATINHO JUNIOR

O Governador Ratinho Junior se manifestou por meio de nota e disse: “Muito triste perder um amigo numa situação tão trágica. Perdemos nós, que convivemos com um jovem cheio de energia, e perde o Estado, pois Mansur era uma liderança política destacada".

GUTO SILVA

O chefe da Casa Civil, Guto Silva, fez uma postagem descrevendo os amigos que perdeu. “Meus amigos, vocês perceberam no meu bom dia de hoje que estava com a energia renovada. Mas, o boa noite é carregado de tristeza e muita dor no coração. Um trágico acidente na BR-277 levou três amigos que trabalhavam todos os dias conosco aqui na Casa Civil: o Phelipe Mansur, o João Ricardo e o Paulo Rogério. Estou desolado!!! Sem palavras para externar minha tristeza. Mas quero dizer que na minha memória ficarão guardadas características maravilhosas de cada um deles: a simpatia e o sorriso do Mansur, a dedicação e análises precisas dos temas importantes do João Ricardo e do homem trabalhador que o Paulo era. A essas três famílias também ofereço meu respeito, o meu ombro amigo e meu agradecimento por terem emprestado toda sua dedicação ao Paraná. Que Deus os receba de braços abertos e conforte as famílias”.

MARCELO RANGEL

Uma das primeiras manifestações foi do prefeito de Ponta Grossa, Marcelo Rangel, que escreveu: “acabo de receber a triste notícia da perda de um grande amigo. Phelipe Mansur,era um amigo muito próximo, da nova geração de lideranças do Paraná, que trabalhava junto ao nosso governador, e que foi um dos meus parceiros de partido. Tínhamos tantos planos para o futuro. Phelipe estava se preparando para se candidatar a prefeito de Foz do Iguaçu, mas pensava sempre nos seus dois filhos novinhos e sempre me pedia conselhos sobre a vida pública. Nos deixou, trabalhando. O acidente aconteceu próximo a Ponta Grossa, em Teixeira Soares. Mais um grande amigo se foi muito cedo, muito jovem, que Deus o tenha, Phelipe”.

PREFEITURA DE FOZ DO IGUAÇU

Por meio de nota, a Prefeitura de Foz do Iguaçu também prestou solidariedade. “O Governo do Município de Foz do Iguaçu manifesta seu mais profundo pesar pelos falecimentos do Superintendente de Governança Social da Casa Civil do Paraná, Phelipe Mansur, do assessor da Casa Civil, João Ricardo Schneider, e do motorista Paulo.

Os três foram vítimas de um acidente de trânsito ocorrido na região dos Campos Gerais, nesta segunda-feira (1º).

Desejamos força aos familiares neste momento de dor e destacamos o importante trabalho desenvolvido por Phelipe Mansur e toda sua equipe em prol de Foz do Iguaçu e todo o Paraná.

Mansur deixou a sua marca na história da cidade, onde empreendeu atuando no ramo alimentício. Formado em Administração de Empresas, com especialização em Gestão Pública, ele também foi membro da diretoria da Associação Comercial e Empresarial de Foz do Iguaçu (ACIFI), candidato a prefeito em 2016 e 2017, além de concorrer ao cargo de deputado estadual em 2018.

A dedicação, o protagonismo político e empreendedorismo de Phelipe Mansur serão sempre lembrados pelos iguaçuenses.

Manifestamos toda nossa solidariedade aos familiares e amigos neste momento de profunda tristeza e dor”.

ACIDENTE

Por volta das 12h30, em Teixeira Soares, na BR-277, a Polícia Rodoviária Federal atendeu um acidente envolvendo seis veículos (Nissan Sentra, Peugeot 307, VW Voyage, GM Onix, GM Montana e um caminhão VW 24250).

As informações preliminares, colhidas no local do acidente, ilustram que o Nissan Sentra, que seguia sentido Curitiba, teria rodado na pista e atingido os demais veículos. Chovia no momento do acidente.

Três pessoas, que faziam parte do Gabinete do Governador do estado do Paraná, que ocupavam o Nissan Sentra morreram e outras duas, ocupantes de um GM Onix, foram encaminhadas em estado grave para a Santa Casa de Irati.

A pista ficou interditada totalmente até as 14h30, quando foi liberada parcialmente, no sistema pare-e-siga até as 16h15, só então liberada totalmente.