Procon-PR registra 118 mil atendimentos em diversos segmentos

No site consumidor.gov.br foram registrados 88.828 atendimentos. Pelas plataformas do órgão estadual foram 29.456 registros até novembro. As maiores reclamações foram de serviços de academias, operadoras de telefonia, bancos, financeiras e companhias aéreas

Ao longo desse ano, o Procon-PR registrou 118 mil atendimentos pelos diversos canais virtuais oferecidos pelo órgão de defesa do consumidor. As maiores reclamações foram em relação a serviços de academias, operadoras de telefonia, bancos, financeiras e companhias aéreas.

“Esses registros demonstram o comprometimento do órgão com o consumidor paranaense, solucionando problemas frequentes”, destacou o secretário da Justiça, Família e Trabalho do Governo do Paraná Ney Leprevost.

Somente pela plataforma consumidor.gov.br – serviço oferecido pelo Procon-PR e que permite ao consumidor reclamar online –, foram registrados 88.828 atendimentos. Pelas plataformas do órgão estadual foram 29.456 atendimentos em 2020 entre abril e novembro.

O Procon ainda promoveu blitz e fiscalizações em redes de supermercados, farmácias, distribuidoras de gás e postos de gasolina pelo registro de denúncias de preços abusivos na venda de alimentos, leites, máscaras, álcool em gel, botijões de gás e na questão da rematricula em escolas particulares.

PREÇOS –  O órgão vinculado à Secretaria da Justiça, Família e Trabalho do Paraná, também comunicou neste período a Secretaria Nacional do Consumidor sobre o aumento nos preços de produtos da cesta básica, tais como arroz, feijão, leite, óleo de soja e outros em supermercados do Estado.

“Solicitamos providências para a Secretaria Nacional, pois identificamos aumento de preço em outros Estados também”, ressaltou a chefe do Procon-PR, Claudia Silvano.

O Procon-PR disponibiliza os seguintes canais de atendimento: www.procon.pr.gov.br e www.consumidor.gov.br