Ratinho Junior anuncia Renato Feder como secretário de Educação

Renato Feder é o segundo integrante definido oficialmente por Ratinho Jr. oficialmente.

G1 O governador eleito do Paraná, Ratinho Junior (PSD), anunciou nesta quarta-feira (7) o professor Renato Feder como secretário de Educação. Ele é o segundo integrante do primeiro escalão do governo estadual confirmado  oficialmente.

 

Conforme a assessoria do governador eleito, Feder tem atuado como consultor político de Ratinho Junior na área da educação. É um nome de muita credibilidade, com experiência em diferentes áreas do conhecimento, na estrutura da educação pública e na educação aplicada", disse Ratinho. O futuro secretário afirmou que o aceito ao convite foi baseado no projeto do governador eleito. "Escolhi fazer da educação do Paraná a melhor do Brasil. O projeto do Ratinho Junior me dá a garantia de que vamos conseguir". Ratinho Junior contou, durante a campanha eleitoral, o que pretendia fazer na área da educação e também para as universidades públicas do estado. OUTRO SECRETÁRIO O primeiro secretário anunciado pelo governador eleito no Paraná, foi o O General Luiz Felipe Kraemer Carbonell, atual chefe da Assessoria de Informações da Itaipu Binacional, que vai assumir a secretaria da Segurança Pública, no lugar de Júlio Cezar dos Reis. O governador eleito disse que a escolha de Carbonell foi realizada depois de uma análise bastante criteriosa e reforça a importância que as ações de segurança pública terão em seu governo. O Paraná tem território e população maiores que muitos países e está em uma região com duas fronteiras internacionais. A segurança pública do nosso estado tem que ser planejada e coordenada como se fosse um país, comenta. O general serviu no Centro de Comunicação Social do Exército, em Brasília, e foi Chefe da Seção de Comunicação Social da Missão das Nações Unidas para Estabilização do Haiti, a MINUSTAH, em Porto Príncipe.

PERFIL Feder é CEO de uma empresa do segmento de eletrônicos e informática. É formado em administração pela Fundação Getúlio Vargas (FGV) e tem mestrado em economia pela Universidade de São Paulo (USP). O futuro secretário atuou como assessor voluntário por oito meses na Secretaria de Educação de São Paulo. Ele também é professor de matemática e economia, e já foi diretor de uma escola em São Paulo por oito anos.