Sem máscara, Bolsonaro lança pedra fundamental de duplicação da BR-469 no Paraná

A BR-469, conhecida também como Rodovia das Cataratas, tem 8,7 quilômetros de extensão e liga a cidade de Foz do Iguaçu e o trevo da via para a Argentina ao Aeroporto Internacional de Foz do Iguaçu e ao Parque Nacional do Iguaçu, onde ficam as cataratas.

(Foto: Carolina Antunes/PR/Agência Brasil)

O presidente Jair Bolsonaro participou nesta quinta-feira, 27 de agosto, do lançamento da pedra fundamental para a duplicação da BR-469, em Foz do Iguaçu, no Paraná. A obra, importante para o turismo da região, terá um investimento de R$ 139,4 milhões, sendo R$ 136,3 milhões bancados pela Itaipu Binacional. O governo do Paraná será o responsável pela licitação e gestão da obra.

Sem usar máscara, o presidente Jair Bolsonaro provocou aglomeração na entrada e na saída do evento, onde apoiadores os cercaram para cumprimentá-lo. O governador Carlos Massa Ratinho Junior e o diretor-geral brasileiro de Itaipu, general Joaquim Silva e Luna receberam a comitiva federal que, além do presidente, teve a presença dos ministros Bento Albuquerque (Minas e Energia) e do ministro Tarcísio Freitas (Infraestrutura). Além de Bolsonaro, parte de sua comitiva e o líder do governo na Câmara Federal, o deputado paranaense Ricardo Barros, também não estava de máscara.

Durante a cerimônia, Bolsonaro elogiou o trabalho do diretor-geral brasileiro de Itaipu, Joaquim Silva e Luna. “A Itaipu Binacional é um orgulho para todos nós, não só por ser a hidrelétrica que mais produz energia limpa, mas pela forma que ele [Silva e Luna] vem administrando a mesma. De modo que sobram recursos para que obras sejam executadas aqui nesse cantinho maravilhoso do estado do Paraná, onde contamos com uma das maravilhas do mundo, as nossas Cataratas [do Iguaçu]”, disse.

A BR-469, conhecida também como Rodovia das Cataratas, tem 8,7 quilômetros de extensão e liga a cidade de Foz do Iguaçu e o trevo da via para a Argentina ao Aeroporto Internacional de Foz do Iguaçu e ao Parque Nacional do Iguaçu, onde ficam as cataratas. A rodovia é a única via de acesso às Cataratas do Iguaçu e ao Aeroporto Internacional. A duplicação é uma reivindicação antiga dos moradores e comerciantes da região.

Os  8,7 km de extensão da obra serão custeados pelo governo do Estado em parceira com a Itaipu Binacional, que arcará com a maior parte do investimento. Ao todo, serão investidos R$ 139,4 milhões. R$ 136,3 milhões serão custeados pela usina que arca com 70% dos investimentos da obra.

Bolsonaro também visitou as obras do Aeroporto Internacional de Foz do Iguaçu e a usina hidrelétrica de Itaipu Binacional. A ampliação e as melhorias do aeroporto vão permitir que receba voos internacionais e se torne um hub (centro de distribuição de voos) no Mercosul.

A duplicação da Rodovia das Cataratas, bem como as obras do aeroporto e a construção da Ponte da Integração Brasil-Paraguai, compõem um conjunto de obras estruturantes em andamento na região, com recursos da Itaipu Binacional. No total, são aproximadamente R$ 1 bilhão em investimentos.

Também faz parte do pacote a construção de uma perimetral que vai direcionar o tráfego da BR-277, importante rodovia que corta o estado, para a nova ponte. A empresa ainda está investindo na construção do Mercado Municipal e na modernização e ampliação do Hospital Ministro Costa Cavalcanti – criado e mantido pela empresa e que atende pacientes do Sistema Único de Saúde (SUS).