“Um olhar além que transforma vidas!”
Conheça a Constelação Sistêmica Familiar

Constelação Sistêmica Familiar

De uns anos para cá, estamos ouvindo muito sobre Constelação Sistêmica Familiar. Mas o que é isto? De que se trata? Outros perguntam: Tem a ver com espiritismo? Outros que ouvem falar expressam: não entendi nada do que vi e ouvi!

Bert Hellinger revolucionou o trabalho terapêutico num espaço de poucos anos. No Brasil este trabalho existe a mais de 20 anos, atualmente está em alta. Bert Hellinger introduziu aspectos essencialmente novos na Terapia sistêmica e Familiar. Teve ampla aceitação de muitos terapeutas e clientes, e também provocou e provoca reações em vários círculos de pessoas.

Quem é Bert Hellinger?

Bert Hellinger, nasceu na Alemanha em 16 de dezembro de 1925, em dezembro completaria 94 anos. Enquanto escrevia, dia 19 de setembro de 2019 ele veio falecer. Formou-se em Filosofia, Teologia e Pedagogia e trabalhou 16 anos como membro de uma ordem missionária católica entre os Zulus na África do Sul. Através de uma formação e experiência em campos variados, como Psicanálise, Terapia Primal, Análise Transacional, Hipnoterapia e Terapia Familiar, desenvolveu um método original de Constelações sistêmicas e Fenomenológicas, largamente difundido em todos os continentes.

O que é?

É uma nova visão que encantou o mundo pela espantosa capacidade de encontrar soluções inovadoras e simples, onde o ser humano é olhado não como um ser isolado, mas como alguém que tem uma história familiar que atua através dele.

As constelações são um serviço à vida, nos permitem descobrir a dimensão sistêmica oculta que direciona nossas decisões, nossas emoções e nossos destinos. Graças a estas tomadas de consciência, somos capazes de reorientar nosso dia-a-dia para mais vida, mais saúde, mais amor. Para uma maior realização!

Por um lado, permitem uma abertura da consciência que, por sua vez, cura a nossa vida. Nos ajudam a estarmos mais vivos, na força e na responsabilidade do adulto, a estarmos centrados, no respeito e na gratidão. E, com isso, nossas vidas começam a mudar.

Por outro lado, na prática, é uma ferramenta baseada na representação de outros, sem saber nada deles, desde o centro vazio, apenas impulsionados por um lento e silencioso movimento curador, permite uma cura profunda, frequentemente surpreendente e rápida, de qualquer sofrimento de nossa vida.

Quando uma pessoa assiste pela primeira vez uma constelação em grupo tem diferentes reações porque um trabalho de expansão da consciência. Algumas pessoas confiam tanto, que marcam imediatamente sua constelação. Elas se entregam ao campo com o coração. Outras pessoas ficam impactadas! Assistem, mas não sentem e nem captam o sentido das palavras, tais como: pertencimento: quem pertence ao sistema familiar; hierarquia, ordem de chegada no sistema; dar e tomar. Padrões de repetições, não julgamento, olhar além, olhar sistêmico, etc.

Escolhe-se uma pessoa que nunca se viu para representar o constelado e outra pessoa para constelar uma questão que pode ser: a doença, a profissão, um apartamento ou terreno, o relacionamento, e assim por diante. As duas pessoas ou mais ficam no “campo” isto é: um campo de informações que recebo do sistema do constelado e estas pessoas no centro expressam no corpo as sensações, sentimentos e movimentos. As pessoas recebem estas informações porque estão profundamente centradas, sem medo e sem intenção. Os demais participantes não entendem o que se passa com eles, mas o constelado logo se identifica com o que vem à tona. As expressões do constelado se modificam. Muda o olhar e a postura corporal. O alívio toma conta e uma leveza perpassa por toda a pessoa.

O Paradoxo

Rejeitar algo só serve para que esse algo cresça.

Temer algo é atrair esse algo.

Como entender este paradoxo?

Nossa vida é energia, é movimento e mudança. Se fluímos com esse movimento, vamos para mais vida. Se nos opomos a ele, a mudança não chega, a estamos bloqueando.

Contudo, uma forte influência sistêmica nos leva a imitar o que já existe. O sentimento de culpa nos impede de sermos autênticos: como vou me atrever a abandonar a tradição?

Somente o assentimento (reconhecer e dizer sim) nos libera das cargas e permite que se inicie a mudança.

Além do mais, nossa mente tem medo de mudança: agarra-se ao conhecido e quer repeti-lo várias vezes. Estamos continuamente freando a corrente viva da vida com nossos medos, ilusões, frustrações.... Nos custa reconhecer que a vida está nos falando através das provas, problemas, conflitos ou acidentes. Cada dificuldade é necessária para que dela germine algo novo. Mas, para que dê seus frutos, temos que aceitar vivê-la…

Para que nossos problemas nos falem, primeiro temos que aceitá-los. Aceitar todos os limites que configuram nosso destino. Somente, então, a vida voltará a seguir seu fluxo.

No problema, está a solução, está a vida.

Continua ...

Se você deseja uma resposta a essas perguntas...

Venha participar conosco de um Workshop vivencial de Constelações Familiares! Esta abordagem gera percepções novas, simples e surpreendentes para soluções de diversas questões que envolvem família, a saúde, os relacionamentos, o sucesso. Uma vivência que nos conduz a olhar com amor para nossos próprios emaranhamentos, mostrando uma postura de compreensão de nosso lugar em nossa família de origem, nossa família atual, nossa profissão, nosso trabalho, nossos relacionamentos, etc.

Se você se sente chamado (a) a olhar para o seu Sistema Familiar, ou conhecer as Constelações Sistêmica Familiar, eu atuo como Psicóloga Clínica desde 1988 e atualmente como Consteladora.

Pertenço à Congregação das Irmãs Franciscanas de Ingolstadt e Trabalho no Centro de Formação Nossa Senhora da Paz

Estrada Eduardo Burgart, 2041 – Ponta Grossa/PR

Telefone para contato: 42 32395342 / 41 996454541 / 11 999654115

Falar com Ir. Benilde Müller

Ou com Marilene Müller Mazocco 41 999621446