Confidencial
Experiência

Muita vontade e muitas mudanças

Foto: Nilton Pabis.

Diferente do que o prefeito havia dito em dezembro do ano passado, ele manterá todas as Secretarias. Mas a definição de todas deve acontecer até a próxima sexta, mas eu ainda acredito que leve mais alguns dias. Baseado nisso, o prefeito já nomeou mais alguns nomes. Joãozinho Almeida permanece no Planejamento e Raimundo Gnatkowski será reconduzido para a agricultura.

Possível

Outro possível, mas que deve ser resolvido até esta sexta, é a pasta de Segurança. Inicialmente, Derbli falava em diminuir o status, mas mudou de ideia. O ex-vereador Soldado Elias está cotado para a pasta. Tem experiência na área militar e no setor de trânsito. Elias é um dos personagens políticos que é muito fiel ao comando do prefeito Jorge. Ele teve a oportunidade de assumir a 21ª Ciretran, mas a fidelidade ao prefeito o impediu.

Surpresa

Outro que pode causar polêmica e “informação de cocheira”, aponta que o ex-vereador Marcelinho Rodrigues (PSDB) seria o nome indicado pelo DEM para ser o comandante da pasta da Indústria e Comércio. Mas isto ainda não esta posto. Segundo a informação, que é quente, ainda não foi batido o martelo. Marcelo era um dos vereadores que havia colocado o projeto de aumento de cadeiras em Irati. Ele já ocupou a Secretaria de Viação e Serviços Rurais por um período na primeira gestão de Derbli.

Foto: Reprodução

O que Muda

A engenheira recém formada pela UEPG (2017), Jéssica Custódio, mostrou efetividade no tempo que estava como interina e emplacou na pasta de Arquitetura, Engenharia e Urbanismo. Ela tem a personalidade exigente e autonomia que o prefeito Derbli buscava para o setor. Com essa indicação, ele inova e da oportunidade para a juventude mostrar o potencial.

Ainda falta definir

Mas ainda Secretarias não foram definidas. Uma delas é a Secretaria de Esportes. Fala-se no nome de Dedé Denczuk, filho de Eugênio, ex-vereador. Mas o interino Moises também reúne predicados. A Secretaria de Cultura é outra pasta que não tem indicação anunciada. Comandada por Alfredo Van Der Neut até 2020, que teve como meta terminar obras inacabadas como a Casa da Cultura e o Clube no Guamirim, e assim o fez.

  “Por vezes as pessoas não querem ouvir a verdade, porque não desejam que suas ilusçoes sejam destruídas” – Friederich Nietzsche

Síntese

Mudou Educação, Jandira Girardi; Procuradoria, Carla Queiroz; Arquitetura, Jessica Custódio e, provavelmente Segurança com Soldado Elias. Ainda não está definida, Esporte, Cultura, Comunicação Social e ouvidoria. Nas outras pastas, todos foram reconduzidos. Das 19 secretarias, nove poderão mudar, ou seja, 47% do secretariado. Não é pouca mudança, não.

Cidade do Idoso

A deputada federal Leandre Dal Ponte (PV),junto do prefeito Jorge Derbli (PSDB) e a vice Ieda (PV), apresentaram aos vereadores na tarde de quinta (4) o projeto Cidade do Idoso. É projeto inédito no Paraná que valoriza a melhor idade criando um espaço de atividade especialmente pensado para eles. O projeto deverá acontecer no Parque CT Willy Laars com investimento de R$ 6 milhões.

Cabelo em Pé

Podem negar, mas os prefeitos estão muito preocupados com a volta às aulas. Por vários motivos, dentre deles o transporte escolar, a falta de estrutura para aulas on line e o desencontro de horários para atender o transporte dos alunos dos Colégios Cívico Militar e ainda a maioria dos pais não quer a volta das aulas presenciais antes da vacina.

Volta às aulas

O governador Ratinho Jr (PSD) determinou que as aulas voltem no próximo dia 18. Informações dizem que ouviu psicólogos e outros profissionais da área de saúde que lhe disseram que ele tem que decretar a volta das aulas presenciais, porque os alunos sofrem muito com o distanciamento das salas de aula. Mas existem manifestações dos professores em voltar as aulas presenciais e também uma indefinição por parte dos pais. Mas parece que o estado está mesmo determinado a voltar com as aulas através do sistema híbrido.

Atividade Essencial

O líder do governo na Alep, Hussen Bakri, faz a defesa do projeto que regulamenta Educação como atividade essencial. Hussein disse que isso poderia ser feito por decreto, mas o governador Ratinho Junior preferiu a democracia. O projeto se aprovado e torna o Ensino atividade essencial em todo o Paraná. Com isso, será o governo que deverá normatizar as normas que regem tal atividade tal como a volta às aulas. Neste caso, não será mais o município, mas sim o estado que determina a data da volta às aulas, tal como o sistema de ensino: presencial, à distancia ou híbrido.

Buscando Emprego

Foto: Nilton Pabis

Tal logo foi feita a transição de cargo, mesmo ainda com efeito para o dia 3, o prefeito Jorge Derbli conversou via web com empresário do estado de São Paulo que pretende instalar uma fábrica em Irati. A conversa estava adiantada, mas a pandemia segurou o processo. Derbli faz o empenho necessário para que, em breve, possa anunciar a nova empresa.

Enlaces Matrimoniais

O ex-candidato a prefeito de Imbituva, Vinicius Pontarolo, foi nomeado pelo presidente da Câmara como procurador Jurídico da Casa. Embora os dois tenham participado da mesma legislatura, foram contrários na eleição, mas não foi empecilho para que Elcio Galvão o nomeasse como advogado da Casa. O fato já rendeu um burburinho na comunidade imbituvense.

Adversário e inimigos

O fato se espalhou rápido pela cidade e na live que o prefeito Celso Kubaski (Cidadania) fez na tarde da quarta (3) foi questionado de sua participação na indicação. Kubaski foi enfático em dizer que ele é adversário político da família Zezo Pontarolo, o que inclui Vinicius. A nomeação não tem sua benção, mas a Câmara é um poder independente e o presidente Elcio Galvão (PSB) tem autonomia para nomear que queira. “Não me envolvo nas nomeações da Câmara como o presidente Galvão, não tem autoridade para indicar ou nomear secretário aqui na prefeitura. A autonomia dos poderes precisa se mantida”.

Como em Colatina 

O exemplo do ex-prefeito de Colatina (MG), Sérgio Meneguelli, está pegando. Vários perfeitos são de por a “mão na massa”. Um que conhecemos é o prefeito Junior Benato de Inácio Martins. Outro que está aderindo a forma é o prefeito de Rio Azul, Leandro Jasinski, que esteve acompanhando os serviços. Esta semana, ele trabalhou junto dos funcionários do parque de máquinas no interior do município e ajudou nas obras.

Abrindo os trabalhos

No último dia de seu exercício, a prefeita, Ieda, foi até a Câmara participar da abertura dos trabalhos. É um exemplo de interação e mostra que ela terá um papel atuante dentro da administração. O prefeito Osnei Stadler também participou para abertura da sessão em Prudentópolis, e Cleonice Schuck foi convidada pelo presidente da Câmara de Fernandes, Lourival Pacondes (Juninho), mas não pode participar.

“90 dias”

O prefeito Derbli está dando um prazo de experiência aos secretários desta gestão para ver a eficiência. Se não gostar, pode mudar.

Roman no Esporte

O deputado Federal Evandro Roman tem mostrado ao longo do tempo que é próximo do presidente Bolsonaro. O presidente veio a Cascavel inaugurar o Centro Nacional de Treinamento do Atletismo (CNTA). O centro é um projeto articulado por Roman na época. A “boca pequena” se fala que Roman deverá assumir o Ministério do Esporte, devido aos serviços que tem prestado ao presidente principalmente na articulação. Bolsonaro, que está sem partido, deve assumir o Patriotas no Paraná, partido que Roman montou no estado e está como presidente.

Sem Carnaval

Pegou mal. O funcionalismo público esperava um período de descanso nos dias de Carnaval. Mesmo sem a folia. Deu ruim. O governador Ratinho Jr vai cancelar o ponto facultativo do Carnaval deste ano para todo o Poder Executivo. A decisão foi tomada como forma de conter o avanço do coronavírus no Estado. De acordo com o governador, o objetivo é desestimular viagens e eventos que possam causar aglomeração, comuns durante o período de Carnaval. “Já que não vai poder ter Carnaval mesmo, nós não podemos ter aglomerações, então a ideia é que a gente possa tocar a vida dentro da normalidade, pelo menos a área pública, o governo do Estado”, argumentou Ratinho Jr.