Bairros de Irati
Loteamento Nazle Mansur

A primeira estrada que ligava o Irati Velho ao centro da cidade de Irati passava pelos terrenos do senhor Davi Pichibilski, conta seu filho Carlinhos, morador no local há 59 anos. Esta estrada hoje, chama-se Rua Luisa Simionato Stroparo, e dá acesso ao loteamento Nazle Mansur.

“Certa tarde, eu e os piás da Dona Margô (Margarida Malucelli), o Sérgio e o Fernando, estávamos caçando passarinhos naquela mata fechada e demos de cara com uma jaracuçu de 2 metros de comprimento. Matamos a enorme cobra a tiros, coisa de piá que não media o perigo eminente que encontrava. ” disse Carlinhos, também da mata que hoje é o loteamento. A jararacuçu é a segunda maior cobra do Brasil.

O Loteamento Nazle Mansur situa-se a aproximadamente 2 km do centro da cidade, na parte sudeste de Irati, próximo à rodovia a BR 153. A primeira versão do desenho do loteamento Nazle Mansur surgiu no final do ano de 1981.

Certa manhã, no início dos anos 80, chegou procurando-me na Secretaria de Obras da Prefeitura Municipal de Irati, o simpático e ilustre engenheiro civil Plinio de Mattos Pessoa. Como eu era responsável pela análise e aprovação de projetos de edificações, loteamentos e obras diversas, o senhor Plinio apresentou-me um projeto de um condomínio fechado. Ousado para época em Irati. Para não dizer inédito. Porém, por motivos diversos, o projeto do condomínio foi transformado em loteamento, o Loteamento Nazle Mansur.

Plinio Anciutti Pessoa, autor e executor do loteamento Nazle Mansur, nasceu em Irati, em 14 de fevereiro de 1931, sendo o quarto filho de João de Mattos Pessoa e Matilde Anciutti Pessoa, casou-se com Jasmin Mansur Pessoa e estudou no Colégio Nossa Senhora das Graças, em Irati, e formou-se Engenheiro Civil pela Universidade Federal do Paraná, em 1959. Executou, com sua empresa individual, obras no Clube Polonês em 1959 e no mesmo ano foi admitido pelo departamento de Estradas de Rodagem do Paraná e designado como engenheiro chefe do 15 º DER, de Irati. Projetou e executou diversas obras na região, dentre elas: sede do DER de Irati; BR-277 trecho Palmeira-Irati; estrada Irati-Ponta Grossa; estrada Sprea-Ponta Grossa; retificação BR-153 entre Irati e Mallet. Em 1966 foi designado como Diretor Geral do DER do Paraná, daí em diante, projetou e executou: a sede do DER/PR em Curitiba; o Recanto dos Papagaios; a sede do Clube dos Engenheiros de Curitiba; elaborou o Plano Rodoviário para o Norte Pioneiro; dentre outras diversas e importantes obras pelo Paraná afora. Em Irati, ainda executou: edificação para Irmandade do Hospital; Cooperativa Agrícola de Irati; Caixa Econômica Federal; e outras obras. Faleceu em 21 de março de 2016, em um acidente automobilístico na estrada que ele próprio construiu, na sua cidade natal – Irati.

Nazle Kfouri Mansur, nascida em 17 de junho de 1899, no Líbano, chegou em Irati no início do século XX, por volta de 1918, após a Primeira Guerra Mundial, a família perdeu todo seu patrimônio no Líbano, em decorrência da Grande Guerra, a mais sangrenta da história mundial, era casada com Abib Mansur, com quem teve seis filhos: João, Olga, Saúla, Margarida, Antenor e Jasmin. Moraram no Pirapó, distrito de Guamirim. Eles tinham uma serraria e trabalhavam com extração de erva mate.

O loteamento Nazle Mansur tem uma área de 50.476,33 metros quadrados, que perfazem 97 lotes, os proprietários eram Jasmim Mansur Pessoa (filha de Nazle Kfouri Mansur) e João Mansur Pessoa (neto de Nazle). O local é composto quase que na sua totalidade por residências e o terreno pertencia a família Mansur.

Algumas ruas do bairro foram denominadas por nome de pessoas que viveram na cidade de Irati, tais como: rua Engenheira Marcia Luiza Cenci (que trabalhou na secretaria de obras e faleceu num acidente automobilístico); rua Pedro Waydzik; Juvenal Teixeira; Julio Posselt; Estanislau Letchacoski.

Os bairros vizinhos ao loteamento são: Loteamento Pichibilski, Loteamento Margarida (em construção), loteamento São Francisco de Assis.

A atual administração está fazendo a pavimentação asfáltica da Rua Luisa Simionato Stroparo, que é a entrada do bairro, e acesso à BR-153, bem como, está programada a conclusão da rede de esgotos que falta no local.

Salve a história de nossa cidade!