Confidencial
Metade dos vereadores de Irati devem mudar de partido

Guto o Articulador

Esta informação interessa a muitos políticos na região. O governador Ratinho Júnior delegou ao seu chefe da Casa Civil, deputado estadual Guto Silva, a articulação política sobre as eleições municipais deste ano. Guto, além de todo o trabalho no Governo do Estado, cuidará das alianças e dos candidatos que terão o apoio do governador. O trabalho de articulação política de Guto se dará de Curitiba a Jardim Olinda, a menor cidade do Paraná. As informações são de Fabio Campana.

Patrulha do Campo

O prefeito Jorge Derbli participou na quinta-feira (6), de uma audiência pública no Rio Preto. O objetivo foi a Patrulha do Campo que deverá estar na região fazendo serviços entre Rio Preto e Colônia Gonçalves Junior. O objetivo de Derbli é tirar a dúvida dos agricultores e proprietários de terreno, em que a Patrulha vai trabalhar, para adiantar a remoção de cercas e outros fatores. Atualmente, a Patrulha está terminando serviços em Prudentópolis. Em Irati, inicia em março.

Consul em Irati

O prefeito Jorge Derbli recebe hoje (7) o Consul do Peru do PR, Luiz Henrique Sossella Costa Lima. Ele estará de visita a região e fez questão de ser recebido pelo prefeito para estreitar laços com o município. Destas visitas, sempre algum fruto sai e Irati tem muito a oferecer para qualquer país, disse o prefeito.

Cuide Bem

Emiliano Gomes ainda não é de fato, mas é de direito, o novo comandante do PSD de Irati. Na semana passada, recebeu a recomendação do governador Ratinho Jr para cuidar bem da legenda em Irati que terá candidatura própria, uma exigência do partido em todo estado. Emiliano já foi candidato a deputado estadual pelo PSD iratiense. Depois, deixou o partido, foi para o PV e, agora, retorna a legenda com retorno articulado por Sandro Alex.

Dança das cadeiras

A Dança das cadeiras está para começar. Devido a janela que se abre no mês de março, vários vereadores de Irati devem mudar de partido. Apenas Rogerio Kuhn, Soldado Elias, Zequinha e Alberto Schereda devem permanecer nos partidos. Vejam o que pode mudar na Câmara de Irati devido ao fim das coligações:

Hélio de Mello – atualmente no PMDB, deve deixar a sigla, devido ao alto grau de dificuldade para alcançar legenda de mais de 3800 votos. Está estreita a conversa que vai para o PV; Conversas que teria disponibilidade de disputar uma vaga no executivo.

Nei Cabral – presidente da Câmara- Está no PDT de Odilon, onde não tem mais espaço. Devido à proximidade com Derbli, deverá estar num partido de apoio. Será o DEM?

Roni Surek - atualmente no Pros, disse a este colunista que foi procurado pelo PSD via Emiliano, mas confidenciou que tem espaço aberto no PDT do ex-prefeito Odilon;

Marcelinho Rodrigues - atualmente do PP, em que foi candidato a deputado, anunciou na última sessão que deixará a legenda e vai filiar-se no PSDB, partido do prefeito o qual é líder na casa;

Tucho Bartoski - eleito pelo PSDB, deve deixar a legenda. Já está tudo ajeitado para que vá disputar a próxima eleição pelo PSD, uma vez que, se intitula o representante do governador Ratinho Junior e tem ligação estreita com o secretário Sandro Alex.

Rodrigo Solda no PSL

O prefeito Rodrigo Solda, que esteve em Brasília esta semana, está muito próximo do presidente do PSL no Paraná deputado Delegado Francischini. Rodrigo deixa transparecer que disputará a próxima eleição pelo PSL, partido que elegeu Bolsonaro. “Há também o Aliança, partido que Bolsonaro está articulando, mas há tempos de que esteja ou não pronto para a próxima eleição”, disse Rodrigo. Na bagagem, o prefeito ainda trouxe uma emenda de R$1 milhão que será aplicado em asfalto.

Lei da Transição

O vereador Rogerio Kuhn colocou, na última sessão, as metas para o ano. Estabelecer uma lei que normatize o uso das caçambas de entulhos em obras e colocar um projeto de lei que normatize a transição de prefeito, seriam os projetos que mais chamam a atenção. Segundo o vereador, a transição é sempre polêmica, devido aos valores apresentados, mas criar uma lei que normatize os prazos será um passo importante para dar transparência aos números.

Prometer o que compete

O vereador Marcelinho comentou sobre a função do vereador e se referindo ao próximo pleito, ressaltou a importância do vereador conhecer a sua função para que possa prometer apenas aquilo que possa cumprir. Há muitos candidatos que não conhecem a função e assumem responsabilidade de prefeito.

Cabral e os Uniformes

O presidente Nei Cabral comentou sobre a chegada dos uniformes para os alunos das escolas municipais. Nei assinou o empenho da compra enquanto prefeito e nesta semana foi fiscalizar a entrega do material que, segundo ele, veio conforme a licitação. Cabral ainda enalteceu o trabalho do Observatório Social que também acompanhou a entrega.

Acabar com os Pequenos

O senador Oriovisto Guimarães defende a tese da extinção de municípios com menos de cinco mil habitantes que não são autossustentáveis. Vê uma despesa enorme, desnecessária para manter cidades e suas instituições que não passam da condição de vilarejos em países em que a civilização pegou e dinheiro público é tratado com rigor. Informações de Fabio Campana.

Gritaria

A grita foi imediata e forte. A Assembleia Legislativa fará, no sia 12 de fevereiro, às 9 horas, uma audiência pública para contestar a PEC do Pacto Federativo que prevê a incorporação à municípios vizinhos das cidades com até 5 mil habitantes. O deputado Luiz Claudio Romanelli, do PSB, propôs a audiência, com apoio do presidente da Casa, Ademar Traiano.

                                                     50%

Em Irati, aproximadamente, metade dos vereadores da Câmara atual deve mudar de partido

“A máquina política triunfa porque é uma minoria unida atuando contra uma maioria dividida” - Will Durant

Mais candidatos

Especialistas políticos afirmam que, com o fim da coligação, deverá ter mais candidatos ao executivo. Em Irati, por exemplo, temos cinco postulantes já previamente anunciados. O prefeito Jorge Derbli que é um candidato natural pelo PSDB. O ex-prefeito Odilon, ex PT que vai pelo PDT, Emiliano Gomes que está no PSD, Ico Ruva que teria colocado seu nome pelo PSL e Nelsinho Antunes que monta um grupo pelo PRTB. Além disso, ainda se comenta o nome de Felipe Lucas que hora mais movimento, hora menos. Já se comentou também o nome do médico Ladislau Obrzut, provedor da Santa Casa, atualmente, segundo vice-presidente do Patriota, partido de Roman. Parece que os especialistas estão certos.