Confidencial
Pé na estrada
Candidatos a prefeito de Irati (Foto: Divulgação)

Pé na estrada

Embora pareça que as campanhas estão quietas, os candidatos têm apostado na estratégia de colocar o pé na estrada. Gastando sola de sapato e visitado casa a casa para convencer o eleitorado. E isso não é só em Irati. A pandemia mudou a estratégia política e as grandes reuniões foram substituídas pelo corpo a corpo, ou melhor, casa a casa. Bom para a população que não vai poder negar que o próximo prefeito não conhece as mazelas do município.

Bolão

Seguindo tendência de outros locais, o eleitor aposta numa renovação da Câmara de Vereadores. E isto, em partes, pode acontecer uma vez que com a queda da coligação os partidos têm de ter estratégia para eleger os seus. Mas as apostas estão abertas para saber quem entra e quem fica de fora. Devido ao grande número de candidatos eleitos, com votações exuberantes pode não acontecer. Ainda, o fato de termos uma abstenção maior pode influenciar o fator.

Fake News

Neste momento da campanha é muito importante checar as informações que vamos receber. Mas antes de passar para frente é importante saber se é verdadeira ou não. Muitas vezes podem usar uma informação antiga, na intenção de transformar em fato novo. Esta semana um post mostrava funcionários públicos em campanha. Nada de errado se eles tiverem fora do expediente. Após o horário de trabalho público ou não, cada um cuida da sua vida e é possível até fazer campanha.

Osnei na frente

A Rede Sul de Notícias registrou mais uma pesquisa em Prudentópolis. Osnei Stadler (DEM) aparece na frente com 43.57% das intenções de voto. Irajane Santini (PSL) possui 28,57% e Divo Batista (PSOL) possui apenas 4,76% índice menor que os indecisos que chegam a 16,19%. Já Rodrigo Fernando (PRTB) possui apenas 1,43% e fica atrás, inclusive, dos brancos e nulo que somam 3,57% e 1,90 que não souberam responder. A margem de erro é de 4.8 pontos para mais ou para menos, e o grau de confiança é de 95 pontos. A pesquisa foi feita pelo instituto Arbeit Intelligence, registrada no TRE sob número "PR-05629/2020".

15%

A pesquisa confirma o favoritismo de Osnei. Ela foi realizada entre os dias 31 de outubro e 1º de novembro ouvindo 420 eleitores de Prudentópolis. Na semana passada, uma outra pesquisa, também registrada, foi divulgada apontando Osnei com 43,7%. A diferença, segundo a pesquisa, entre o primeiro e o segundo candidato é de 15%, diferença muito difícil de ser tirada em apenas uma semana de campanha e a pesquisa já aponta uma tendência de vitória por Osnei.

9

E o coração vai apertando. Faltam poucos dias para a eleição.

De peso

Em Imbituva, como em outras cidades, o páreo é duro. Mas o apoio de personagens locais tem muito valor nesta reta final. Esta semana, o candidato Geraldo Rocha(DEM) recebeu o apoio de Valmor Julio (Carton Calçados) que declarou o apoio através de um vídeo. Valmor afirmou que o apoio é uma homenagem ao trabalho do atual prefeito Bertoldo Rover (PSD) à frente do município.

Contra a reeleição

O candidato Fabio Seidel (PSC) e o seu vice Bepe Massoqueto (DEM) declararam em cartório que são contra a reeleição no município. Eles registraram em cartório um documento se comprometendo em não se candidatar à reeleição caso sejam vitoriosos do pleito. A postura é contrária a do atual prefeito Zak que na posse afirmou que não seria candidato, mas acabou mudando de opinião.

Contra dinheiro público

O candidato a prefeito de Prudentópolis, Osnei Stadler, confirmou sua posição em entrevista à Folha de Irati de ser contrário ao fundo eleitoral de campanha. Osnei defende que dinheiro público não deve ser destinado a financiar campanhas eleitorais. Prova disso é que ele documentou o partido de sua posição para que não destinasse ao DEM de Prudentópolis fundo eleitoral. Ele afirma que o recurso deve vir dos candidatos e apoiadores, de forma privada.