Confidencial
Todos podemos fazer algo mais

Fazer algo a mais

O professor Fábio Seidel conseguiu junto a UTFPR a produção de 200 litros de álcool gel para o município de Rebouças. Através de uma ação entre amigos, conseguiu levantar os insumos e a UTFPR produziu o álcool gel. As entregas foram feitas no CTA, APAE, Fundo Municipal de Saúde de Rebouças e Lar dos Velhinhos de Rio Azul. A açao mostra que todos podemos fazer algo a mais. Fabio, que é tetraplegico deixa um exemplo mostrando que todos podemos fazer algo a mais, independentemente das nossas dificuldades.

Recurso garantido

O grupo que apoia o deputado Hussein Bakri em Inácio Martins está comemorando a conquista de R$ 1 milhão em recursos para o município. Liderados pelo empresário Álvaro Pasqualin, o Batata, o grupo viabilizou recursos para aquisição de equipamentos agrícolas e óleo diesel. Através disso, conseguiram uma contrapartida do município para diminuir os custos de alunos que estudam em Irati e Guarapuava e pagam do bolso o transporte escolar.

Quem fala a verdade?

O secretário de Agricultura e Meio Ambiente de Rio Azul, André Gembaroski, foi convidado pelos vereadores Zerico, Edson e André Duczanoski para dar esclarecimentos sobre a sua pasta na Câmara de Vereadores. O assunto a ser desenvolvido é clarear o que está sendo feito de verdade pela administração de Rodrigo Solda, para minimizar a falta d’água no interior de Rio Azul. Aí, vai acarear a situação com oposição. E, com isso, a verdade vem à tona. É só prestar atenção.

Ação Dificultada

O prefeito Rodrigo Solda poderia com certeza ajudar os moradores que estão sofrendo com a falta d’água em Rio Azul, devido à estiagem. Recentemente, ele enviou o projeto de financiamento para a Câmara de Vereadores que teve o voto contrário da oposição. Neste projeto, entre outros, estava a aquisição de um caminhão pipa. Mas, infelizmente, os vereadores de oposição não permitiram a aprovação do mesmo. E quem paga é a população.

Homenagem

Ao chegar o Dia do Trabalho, o presidente da Câmara de Irati, Nei Cabral, usou do expediente da Casa para homenagear os trabalhadores, principalmente, os da área da saúde. “Meus agradecimentos aos profissionais que diariamente deixam os seus lares para desempenhar suas funções lutando, incansavelmente em prol da vida”, diz um trecho do documento.

“Sou Messias, mas não faço milagres.”

Jair Messias Bolsonaro – Presidente do Brasil

Fura Fila

Dois vereadores de Guarapuava, três de seus assessores e a ex-diretora do Consórcio Intermunicipal de Saúde de Guarapuava, Pinhão e Turvo (Cisgap), foram condenados criminalmente pela inserção de dados falsos no sistema de informática que gerenciava as filas de espera de consultas médicas do Sistema Único de Saúde (SUS), com o objetivo de favorecer determinados usuários. A sentença atende denúncia do Ministério Público do Paraná decorrente da Operação Fantasma II, investigação conduzida pelo MPPR por meio do núcleo de Guarapuava do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco). As informações são do MPE-PR.

Denúncia

Conforme a denúncia, também formulada pelo Gaeco, os vereadores e seus assessores, com participação e conhecimento da então diretora do Cisgap, usavam da influência decorrente dos cargos para favorecer usuários do SUS, que “furavam” a fila de espera de consultas de especialidades médicas, prejudicando assim os demais usuários.

  Penas

A ex-diretora do CISGAP, Marcia Andreia Brito, recebeu pena de 18 anos e 20 dias de reclusão, o vereador Celso Costa foi condenado a nove anos de reclusão em regime fechado, e Mario Carneiro foi condenado a cinco anos e três meses em regime inicial semiaberto. Os assessores foram condenados a penas variando entre quatro anos e quatro meses e cinco anos e 20 dias de reclusão e regime inicial semiaberto. Ainda cabe recurso da sentença de primeiro grau, proferida pelo Juízo da 2ª Vara Criminal da comarca.

Conhecida

Marcia Brito, era filiada ao PPS, atualmente Cidadania, é figura conhecida aqui na região. Ela foi chefe de gabinete e depois secretária de Saúde da prefeitura de Imbituva na gestão 2006,de Kubaski.Ela também foi secretária de Saúde de Bituruna, depois de Guarapuava. Nas últimas eleições, era uma das coordenadoras da campanha de Zezo Pontarolo contra Bertoldo Rover.

                                              “60,6%”

Pesquisa aponta que mais da metade dos brasileiros tem medo de serem infectados com o coronavírus. São dados do Paraná Pesquisa.

Paraná é exemplo

O novo ministro da Saúde, Nelson Teich, elogiou o trabalho da saúde no Paraná e em outros estados do Sul. "O reconhecimento foi após o governador, Carlos Massa Ratinho Junior, apresentar a estrutura hospitalar e o plano de ação do Governo do Paraná para enfrentamento à Covid-19. A reunião virtual aconteceu nesta quarta-feira (29), com a participação dos demais governadores do Sul, Carlos Moisés (SC e Eduardo Leite (RS). As informações são da RSN.

Em defesa do isolamento

O governador voltou a defender o isolamento social como estratégia de combate à pandemia. Ratinho Jr também voltou a ‘afagar’ o ex-ministro da Justiça, Sergio Moro, afirmando que ele tem todas as condições de se candidatar à Presidência, mas não quis comentar as acusações trocadas entre o ex-juiz e o presidente sobre a suposta tentativa de interferência de Bolsonaro na Polícia Federal. As informações são do Bem Paraná.