Confidencial
Vidas Negras Importam

Vidas negras importam no Paraná

Mauro Rockenbach, Superintendente Geral de Diálogo e Interação Social do Estado do Paraná, enalteceu a visão do governo Ratinho Junior, em reconhecer a importância do movimento negro, repudiando todos os atos de racismo e vandalismo no Estado. Tanto que para isso, criou um órgão específico para dialogar com o movimento negro e com todas as chamadas minorias - a SUDIS. Rockenbach é cotado para assumir a Secretaria da Justiça, Família e Trabalho-SEJUF, no lugar de Ney Leprevost que deixou o cargo esta semana. “Temos um Secretário de Estado negro, servidores e servidoras, não temos racismo institucional, vidas negras nos importam sim. Vamos continuar trabalhando para isso, óbvio que sem vandalismo”, disse Mauro.

Segue nota, em anexo foto ilustrativa de servidor Denilto Laurindo da Sudis com o Governador.

Apoio para coligar

Hilgemberg esteve esta semana com o presidente Estadual da Legenda no Paraná, o ex-deputado, João Arruda, que apoia a dobrada para a próxima eleição. O partido tem de buscar espaço para crescer. Se Derbli não dá, podemos contribuir com a candidatura do PDT. Josué disse que o MDB não sentiu espaço no time do prefeito Derbli. Embora algumas pessoas do partido sejam mais ligadas ao prefeito, não houve valorização, segundo Josué. O perfil do MDB é mais próximo do PDT e tem de ver o que é melhor para o MDB retomar seu crescimento.

Articulando

Dagoberto Wadzyk, articulador da deputada, Leandre Dal Ponte, na região está fazendo uma série de reuniões com intuito de ouvir como os políticos estão vendo o cenário político local. E está ouvindo muitas reclamações da atual administração, principalmente, na condução política.

Cuidado com a Soberba

Parece que o prefeito, Jorge Derbli, está sorrindo atoa com números que lhe contaram ao pé da orelha sobre sondagem acontecida nos últimos dias. Mas há de se ter cuidado, porque o bom posicionamento pode trazer a soberba que não é bom para ninguém. É bom lembrar que treino, é treino e no jogo tudo é diferente. O momento agora é de treino, a campanha é o jogo.

Vai ou não vai!

Parece que a candidatura do Padre Marcos Melek, de Inácio Martins, está em “stand by”. Uma carta vinda da alto Clero impede que padres ou religiosos disputem cargos eletivos nas esferas do poder. Se fato for, isso impediria que o padre fosse candidato. Mas segundo informantes, o Marcos continua atuando politicamente e acredita que nos próximos dias isso será revertido e poderá manter sua intenção de ser candidato a prefeito de Inácio Martins.

Nenhum saiu

Nenhum dos secretários do prefeito, Jorge Derbli, saiu de seus cargos para disputar alguma vaga no legislativo Iratiense. Então não veremos neste pleito nomes como Xoxolo, Mundio Gnatkoski e outros que poderiam pleitear uma cadeira no legislativo iratiense. Resta saber se o empenho dos secretários será o mesmo.

Menosprezado, MDB se aproxima de Odilon

O MDB de Irati presidido pelo advogado, Josué Hilgemberg, está deixando (deixou) a base de apoio do prefeito Odilon Burgath, para iniciar negociação com o PDT do ex-prefeito. Segundo Josué, Burgath ofereceu o cargo de vice para a fusão dos partidos. O advogado ainda fala que o prefeito não fez nenhum movimento para ter o partido próximo dando um sentido de menosprezo.

Enfraquecendo a Mídia

Segundo a CPI que trata da Fake News apontou que o governo federal investiu milhões em blogs que geravam e espalhavam as fake News. Esta semana, segundo o blog O Antagonista, o governo federal retirou R$ 83,9 milhões do programa Bolsa Família e injetou na área de Comunicação. O dinheiro será tirado especificamente dos programas de transferência de renda destinados a famílias do Nordeste. Segundo o Ministério da Cidadania, o valor médio do Bolsa Família era de R$ 191,86 em março. Com os R$ 83,9 milhões destinados à Comunicação, seria possível pagar o benefício uma vez a mais de 437 000 famílias. O governo Bolsonaro dá sinais de atuar firmemente num processo de enfraquecer a mídia tradicional. No Paraná o processo é inverso. Ratinho Junior age pra valorizar e fortalecer a imprensa paranaense.

Data das eleições

Ainda há muita dúvida sobre a mudança das datas das eleições deste ano. Enquanto se fala em mudar para 15 de novembro ou 6 de dezembro, o 1º turno, outra corrente mais silenciosa trabalha para que seja mantida as mesmas datas constitucionais. E isso acontece por vários motivos, inclusive pela questão de uma série de dificuldades de transição, aprovação das contas eleitorais, diplomação e outras.

Data das eleições II

Outro motivo pode ter mais força. Com o auxílio pandêmico do Governo Federal, os municípios terão situações mais equilibradas nos meses de junho, julho, agosto e setembro. Os administradores municipais preveem que a partir daí os municípios vão mergulhar numa grande crise, se precedentes. Se as eleições acontecerem em outubro, os prefeitos estão em período mais confortável e se for em novembro ou dezembro, estarão no auge da crise e com muito mais desgaste.

Estadualização

O deputado Hussein Bakri anunciou esta semana uma notícia histórica para Rebouças, mas também para nossa região. É a estadualização da estrada que liga Rebouças ao Marmeleiro, assinada esta semana pelo governador, Ratinho Junior. Com esse ato é possível que o governo aplique a economia da licitação gerada licitação de Irati à São Mateus para fazer este trecho. Aos poucos a burocracia está sendo vencida.

Fake na Justiça

Vereadores apontam que uma notícia Fake foi disseminada por membros da imprensa local com a intenção de prejudicar os edis desta legislatura. A notícia fala da de aumento aprovado pela Câmara de Vereadores para os vereadores enquanto o que aconteceu de fato foi um aumento de mais de 4% dado aos servidores públicos de Irati. Segundo Rogério Kuhn (PV), a intenção foi prejudicar os vereadores uma vez que uma das pessoas que mais espalhou a matéria tem intenção política nas próximas eleições. Segundo ele, enquanto há um combate nacional ao “fake news” não podemos deixar que na nossa cidade ocorra dessa forma. Nos bastidores da câmara, se houve que o caso será encaminhado à justiça.

O silêncio dos inocentes...

É de ensurdecer o silêncio das oposições na nossa região neste momento de coronavírus. Parece que eles não querem se comprometer com as administrações. Deixam os prefeitos em conforto ou desconforto de absorver sozinho as críticas e poucos elogios que o momento lhes traz. Mas este silêncio também mostra descaso com a população e não conseguimos perceber que aqueles que também querem sentar na cadeira de prefeito ou vereadores pouco ou nada fazem em prol do povo neste momento.

Laços Iratienses

O governador, Carlos Massa Ratinho Junior, lamentou a morte dos servidores do Estado, Phelipe Abib Mansur, que ocupava a Superintendência de Governança Social da Casa Civil, João Ricardo Schneider, assessor e Paulo Rogério da Cruz, motorista, também lotados na Casa Civil. Os três funcionários do governo faleceram nesta segunda-feira (01) após acidente na BR-277, na região de Teixeira Soares, Centro-Sul do Estado. Phelipe Mansur que era cotado para a prefeitura de Foz do Iguaçu tinha laços com Irati. Era neto do ex-governador iratiense, João Mansur.

Quatro candidatos em Prud
A política de Prudentópolis pode se resumir a quatro candidatos a prefeito neste pleito. Os mais prováveis são Osnei Stadler (DEM), que será o sucessor de Adelmo, outra pré-candidata é Irajane Santini filiada ao PSL e filha do ex prefeito Vilson Santini que tem cadeira cativa no TC devido ao número de processos, o terceiro nome vem do PSD, Renam Diniz representa o grupo de Sandro Alex na disputa, é novo na politica e ainda não teve a experiência das urnas. O quarto nome é velho marinheiro, mas nunca ancorou na prefeitura, Divo Batista já disputou várias eleições, mas vem perdendo espaço nos últimos pleitos. Nomes como do Presidente da Câmara Joison Kuhn (PV) e de Machadinho, não concorrerão na disputa do executivo, Joison deverá ser candidato a vereador. 

Empasse para Ratinho
Em Prudentópolis e outros tantos municípios, o governador Ratinho Junior (PSD) terá alguns dilemas para enfrentar, enquanto Renan que é do PSD espera o apoio do governador e de sua base, também o prefeito tem a mesma expectativa. Segundo o prefeito Ratinho Jr teria prometido apoio ao seu candidato, uma vez que o prefeito vestiu a camisa do governador nas eleições que o colocaram no Palácio Iguaçu. Particularmente acredito que Ratinho se abstenha de apoiar um ou outro pessoalmente. Como sabe-se que tem voos maiores precisa de somar apoio e não dividir, se optar por um ou por outro perderá em vez de ganhar, portanto, o silencio ou o apoio amplo poderá ser a saída. 

Estrutura do governo
O Pré-candidato pelo PSD de Irati, Emiliano Gomes, levou alguns líderes rurais para agenda no governo, eles estiveram com o líder do governo Hussein Bakri e também com Sandro Alex (SEIL). Gilberto Laroca, Sidnei Marques, levaram demandas do Pinho e Guamirin. Ainda estiveram com secretario da Agricultura Norberto Ortigara. Segundo Gomes a ideia é levar pessoas que conheçam a fundo o seu setor para fortalecer suas demandas, também esteve com eles o vereador Tucho Bartoski.

                                                 “307”

É o número de pessoas que receberam o Auxilio Emergencial indevido na região da Amcespar.

“Fake news: ser enganado ou não ser? A decisão é sua!” -Autor Desconhecido