Bairros de Irati
Vila Matilde

Matilde Anciutti Pessoa nasceu em Irati, no Riozinho, em 28 de agosto de 1908, fez seus estudos em Curitiba, no Colégio Nossa Senhora de Lourdes, onde também aprendeu a pintura em telas e aulas de violino. Casou-se em 24 de abril de 1926, com o farmacêutico João de Matos Pessoa, este que veio de Curitiba à Irati em 1924 e montou, junto com seu colega Arion de Vasconcelos, a Farmácia Central. Dona Matilde muito dinâmica, além das atividades domésticas, fazia parte da Associação da Damas de Caridade, que disponibilizavam doações de alimentos e roupas arrecadados às famílias carentes e ao Hospital de Caridade de Irati. Matilde faleceu em 26 de junho de 1990.

No ano de 1997, a administração municipal, adquiriu de herdeiros da Família Anciutti Pessoa, um terreno de 155.288,33 metros quadrados, ou seja aproximadamente 6,5 alqueires de terra. O prefeito era Luiz Rodrigo de Almeida Hilgemberg, o governador do Paraná era Jaime Lerner e Fernando Henrique Cardoso o presidente da República.

Rodrigo contou que adquiriu o imóvel, com recursos próprios do município, pelo valor de duzentos e cinquenta mil reais. O objetivo era suprir uma enorme fila de espera de famílias necessitando de moradia, com isso, criou-se o projeto Lote Fácil. A administração abriu as ruas, fez a terraplanagem e levou rede de água para parte dos imóveis, os lotes foram disponibilizados aos mutuários pelo módico preço de R$ 10,00 mensais. Foi uma grande conquista da administração municipal, com o intuito de minimizar o problema da carência de moradias populares na cidade.

o decorrer do tempo, foram executadas, pelos próprios proprietários dos lotes, 426 moradias, criando-se assim a Vila Matilde. O nome do bairro foi em homenagem a Dona Matilde Anciutti Pessoa, matriarca das tradicionais famílias Anciutti e Pessoa. A mesma, era mãe dos herdeiros que venderam a área de terra. Anteriormente, no local, havia uma mata e alguns potreiros, onde um dos herdeiros, o “Nego João”, criava seus cavalos de corrida. A mata foi derrubada pela Prefeitura, em apenas quatro dias e, posteriormente executado o loteamento que foi desenhado e acompanhado pelo Fernando Schulumberg, conhecido pela alcunha de “Queijo”, topógrafo de carreira da municipalidade.

Na administração 2005-2008, que tinha como prefeito Sérgio Stoklos, foi adquirida pela prefeitura o imóvel da sede da Unirati, com intuito de se instalar o Instituto Federal do Paraná, importante conquista para a educação de Irati

Esse grande educandário, o Instituto Federal do Paraná (IFPR), é uma instituição pública federal de ensino, vinculada ao Ministério da Educação (MEC), voltada a educação superior, básica e profissional e especializada na oferta gratuita de educação profissional e tecnológica nas diferentes modalidades e níveis de ensino. A instituição foi criada em dezembro de 2008 através da Lei 11.892. O Campus ocupa área de 39.000 metros quadrados e possui dois prédios, um de 1.112 metros quadrados, e outro de 2.727 metros quadrados, com salas de aula, laboratórios, biblioteca, dentre outros, o ginásio de esportes possui 1.682,74 metros quadrados de área construída e capacidade para 800 pessoas.

O bairro recebeu pavimentação com pedras irregulares, quase que na totalidade das vias. O acesso ao bairro se dá pela Rua Athis Fernandes Silva, rua essa que foi recapada pela administração Derbli, bem como está ocorrendo a total recuperação da Rua Augusto Anciutti Sobrinho com recape asfáltico, novas galerias e calçadas para pedestres. Essa via dá acesso ao Instituto Federal do Paraná e ao loteamento Cartoon. O bairro Vila Matilde é contiguo à Vila São João e à Vila Flor.

As ruas foram denominadas por nomes de antigos moradores da cidade de Irati. Alguns eram parentes dos antigos proprietários da área, tais como: João Anciutti Filho, Augusto Anciutti Sobrinho, Maria Pessoa Smolka, João Anciutti Pessoa. Também, as ruas: Pedro Koppe, Vico Teixeira, Miguel Komniski, Antonio Ditrich, Francisco Pabis, Hermes Custódio e Leontino Menon.

Com mais esse relato continuamos resgatando mais uma parte de um importante capítulo da história de Irati.

Salve a história de nossa cidade!