PM confirma que policiais sofreram atentado em Ipiranga

Equipe ainda tem dúvida em como o artefato chegou até a viatura policial: se foi lançado ou se foi implantado anteriormente

As equipes da Polícia Militar investigaram o incêndio ocorrido na madrugada de domingo (25), em Ipiranga, em que dois policiais militares ficaram gravemente feridos após a explosão da viatura, e hoje, foi comprovado que ocorreu um atentado.

A polícia realizou diligências e conversou com testemunhas para esclarecer o fato. O esquadrão antibombas da Polícia Militar também esteve no local avaliando toda a situação e auxiliando nessas diligências. 

Foi constatado por eles e também confirmado pela Polícia Científica que a explosão se deu devido a um artefato explosivo (bomba caseira), pois foi localizado pólvora no fardamento dos policiais, além de outros elementos que demonstraram se tratar de um artefato explosivo improvisado.

A PM ainda tem dúvida em como o artefato chegou até a viatura policial: se foi lançado ou se foi implantado anteriormente.

De acordo com a PM, os policiais militares, Sd. Josney e Sd. Priscila, pertencentes a equipe RPA de Imbituva-PR, foram atender uma ocorrência de aglomeração de pessoas, e, ao chegar no local, ligaram o giroflex, momento que houve uma explosão no interior da viatura policial militar.

Os policiais estão internados na Santa Casa, em Ponta Grossa, e o quadro deles é estável. Devido às lesões, passarão por procedimentos cirúrgicos.