Caminhoneiro tem carga de soja roubada e é feito refém por um dia

A carga de aproximadamente 37,500kg de soja seria descarregada em uma empresa no município de Ponta Grossa

Na terça-feira (30), por volta das 13h10min, um senhor compareceu no destacamento da Policia Militar de Inácio Martins, e relatou que na segunda-feira (29), por volta das 16h30min, estava viajando com um caminhão trator Iveco/Stralis, acoplado aos semirreboques SR/Facchini, carregado com aproximadamente 37,500kg de soja que seria descarregada em uma empresa no município de Ponta Grossa.

O mesmo relatou que parou no bairro Cará-Cará, as margens da rodovia pr-151, para verificar os pneus, sendo que ao se aproximar da cabine do caminhão, foi abordado por dois indivíduos armados aparentemente de pistola e deram voz de assalto dizendo "fica quieto e entre no caminhão e não reaja, só queremos a carga".

Ainda, segundo relato do homem à PM, ele ficou na cama do caminhão e um indivíduo armado assumiu a direção, e outro embarcou em um veículo Honda/Civic prata, o qual havia um terceiro indivíduo.

Em cerca de meia hora, a vítima que estava no assoalho da parte de trás do veículo com os olhos vedados e as mãos amarradas, foi passada para este veículo e diz não recordar o local, apenas que era parecido com um posto abandonado. Esse, por sua vez, ficou rodando durante toda a noite, enquanto um dos indivíduos dirigia o veículo e o outro estava no banco de trás, apontando a arma para o senhor.

 A vítima também relatou aos policiais que os indivíduos conversavam pelo celular e perguntavam: "já deu certo os contatos?", "já dá para soltar?", "já descarregaram?" e que em dado momento da noite pediu para fazer suas necessidades fisiológicas, os indivíduos o retiraram do veículo, mesmo que ainda vendado, se recorda que o terreno parecia de cascalho.

O homem também apontou que dormiu um pouco no interior do veículo e que na terça-feira (29), por volta de 12h, os dois indivíduos o liberaram na rodovia PR-364, estrada que liga Inácio Martins a Guarapuava, na localidade de Papagaios, e os mesmos seguiram sentido a Inácio Martins. Após ser liberado, a vítima pediu ajuda em um bar que existe nessa localidade, e uma pessoa estava próxima ofereceu ajuda e o levou até o destacamento PM.

Foi relatado que um dos indivíduos tem uma tatuagem de "pitt bull" no ombro direito, é moreno, barba comprida, entroncado, cabelo curto, outro moreno, magro, estatura alta, mais ou menos 1,80m. Outro suspeito tem pele clara, barba curta, aproximadamente 1,80m de altura, magro. Foi feito contato com a proprietária do caminhão, afim de perguntar sobre as placas do bitrem, já que a vítima não se recordava, a qual relatou que o caminhão possui rastreador, que a mesma fez contato com a empresa que faz o monitoramento, mas o rastreador foi cancelado, que possivelmente foi removido, e que a última localização foi no interior do pátio de uma empresa de recebimento de soja em ponta grossa. A mesma relatou que iria atrás de imagens de câmeras de monitoramento da referida empresa, bem como das proximidades de onde ocorreu o roubo para que seja esclarecido melhor os fatos. Foi feito o registro e orientado a vítima.