Dois homens morrem a tiros no final de semana (23)

Uma vítima de 24 anos é encontrada no interior, e outra de 33 anos na zona urbana da cidade, ambas foram mortas a tiro

Domingo (23), às 15h46, na BR 373, na localidade de Linha Rio dos Patos, a equipe deslocou até a margem do rio, nas proximidades da ponte. Segundo um solicitante anônimo, havia uma pessoa em óbito.

Foi constatado, em meio a uma mata, um homem morto, com ferimentos provenientes de arma de fogo, na região da cabeça e do peito. Posteriormente identificado como um jovem de 24 anos de idade. No local estiveram presentes a equipe da Polícia Científica e o Instituto Médico Legal de Guarapuava.

Foram encontrados no local cinco estojos de munição calibre 38. Perguntado aos moradores das proximidades se haviam visto algo relacionado ao ocorrido, todos responderam que não.

Esteve presente no local o tio da vítima, onde relatou que seu sobrinho disse à família que iria até o Rio dos Patos, pescar com o seu vizinho. Realizado patrulhamento, porém sem êxito.

Domingo (23), às 23h, na rua Celso Roth, Vila Mariana, a equipe visualizou um homem caído na esquina da via, com um violão próximo ao corpo, um grande número de pessoas estavam aglomeradas ao redor.

Constatou-se que a vítima já não apresentava batimentos cardíacos. Acionada a ambulância do Samu, que confirmou o óbito. Sendo então chamado o IML.

Populares reconheceram a vítima de 33 anos e fizeram contato com familiares, se fez presente no local o seu irmão, o mesmo foi questionado se a vítima possuía alguma desavença com alguém, logo relatou que seu irmão foi jurado de morte por um homem, por causa de uma mulher, porém não tinha maiores informações.

Segundo os peritos, a vítima foi alvejada por aproximadamente quatro disparos de arma de fogo, sendo uma no pescoço e três na região da fonte. No momento da perícia não havia como verificar os disparos na cabeça com precisão, sendo que tal informação será apurada posteriormente pelos peritos.

Não foram localizados projeteis ou estojos das munições no local. Quanto ao violão, foi liberado pelo IML para os familiares.