Polícia Ambiental apreende 26 aves silvestres em condições de maus-tratos em Irati

Além das aves, 24 gaiolas e dois alçapões foram apreendidos

Na quinta-feira (02), a Polícia Ambiental, em cumprimento de mandado de busca e apreensão, mediante denúncia, encontrou 26 aves silvestres vivendo em cativeiro e em condições de maus-tratos, em Irati. Foi constatado que o responsável já teria vendido 116 aves sem autorização. O homem foi preso e encaminhado a 41ª DRP de Irati.


No local também foi encontrado três aves sem anilhas em condições de maus-tratos, viveiros e gaiolas em péssimas condições de higiene e três aves com indícios de membros quebrados, com amputação e cegueira. No interior de residência, foram apreendidas 261 anilhas para pássaros silvestres, 24 gaiolas e dois alçapões.


Ao conferir a lista de passeriformes registrados junto ao órgão competente, foi verificado que 116 aves foram vendidas sem autorização do órgão ambiental. Ainda, foram constatadas adulteração de anilhas.


Diante do fato, foi dada voz de prisão ao responsável por maus-tratos e contrabando de animais. O responsável também deverá pagar multa no valor total de R$ 112,5 mil. As aves foram encaminhadas ao Instituto de Água e Terra para avaliação e tratamento, assim como as anilhas para a devida destinação.