PRF faz alerta sobre jovens que estão morrendo em acidentes na região

Em dois acidentes ocorridos na BR-153, um em Rebouças e outro em Mallet, sete jovens moradores da região morreram.

Em dois acidentes ocorridos na BR-153, um em Rebouças e outro em Mallet, sete jovens moradores da região morreram. Este é o saldo trágico do último final de semana, que chama a atenção para situações de imprudência no trânsito. O primeiro acidente aconteceu na noite de sexta-feira (9), por volta das 22h, em Rebouças, no km 356,2, próximo ao Rio Potinga e foi o mais violento. Um Ford Fiesta, placas de Teixeira Soares, invadiu a pista contrária e colidiu de frente com um caminhão de Bocaiuva do Sul, Paraná, ocupado por dois jovens de 24 e 21 anos, que não tiveram ferimentos, mas foram encaminhados para atendimento médico devido ao estado emocional em que ficaram. Cinco jovens morreram no local – Sandro Junior de Ramos, 24, Jerecks João Kovalski, 17, Douglas Junior Bello, 20, Daniele de Andrade, 16, e Ramis Daiane Princival de Albuquerque, 19. Raiane Daiara Princival de Albuquerque, 17, chegou a ser socorrida pelo Corpo de Bombeiros de Irati. Inicialmente ela foi encaminhada para o Hospital Dona Darcy Vargas, em Rebouças e na sequência transferida para Santa Casa de Irati, onde não resistiu aos graves ferimentos e também faleceu.

Os três rapazes eram de Teixeira Soares e as jovens de Rebouças, sendo que Ramis e Raiane eram irmãs. A morte prematura das vítimas trouxe muita comoção na região. De acordo com o inspetor da Polícia Rodoviária Federal (PRF), Cláudio Adão, o motorista do veículo havia ingerido bebida alcoólica. Vemos que a nossa juventude esquece que a vida tem valor. Álcool e direção não combinam. É algo intolerável, ressalta.

O inspetor fala que outra situação constatada foi o excesso de ocupantes no Ford Fiesta, carro projetado para transportar no máximo cinco pessoas e que na oportunidade tinha seis. Isso também nos faz acreditar que estavam sem cinto de segurança, acrescenta. Outra situação constatada nesse acidente foi várias latas de cervejas dentro do automóvel, encontradas após o acidente. São jovens que talvez não se deram conta do risco que estavam correndo. Hoje, sofrem pais de perderem filhos de forma trágica, alerta Cláudio Adão. Segundo o inspetor, a PRF tem feito trabalho de fiscalização e de orientação, principalmente de casos de bebida e direção, ultrapassagens indevidas e excesso de velocidade. São situações que mais ceifam vidas e aumentam as nossas estatísticas, infelizmente, comenta.

CINTO DE SEGURANÇA A falta de utilização de cinto de segurança é a provável causa da morte da jovemJoseane Milene Les, 21 anos. Ela era passageira de um Fiat Siena, que trafegava de Malletsentido Rio Azul quando saiu da pista e capotou. O carro ficou imobilizado na faixa de domínio, à direita e a vítima foi arremessada para fora do carro, morrendo no local. O grave acidente ocorreu na tarde de domingo (11), por volta das 16h40, no km 379,5. O condutor, de 24 anos, sofreu lesões graves, sendo socorrido e encaminhado inicialmente para o Hospital de Caridade São Pedro, em Mallet, e posteriormente removido para a Santa Casa de Irati. Dois passageiros, jovens de 17 e 19 anos, sofreram lesões leves, sendo também encaminhados para atendimento médico.

SALDO TRÁGICO O saldo recente das rodovias da nossa região é trágico. De setembro até agora já são 10 jovens mortos em acidentes violentos de trânsito. Um dos casos ocorreu em Teixeira Soares, no dia 14 de setembro, quando três rapazes morreram na PR-438, em uma saída de pista e colisão em um barranco. Todos entraram em óbito no local e tinham apenas 19, 21 e 23 anos.