Centro de Irati ganhará revitalização

Ideia é uma parceria da Aciai e da Prefeitura para melhorias no quadro urbano do município

Jaqueline Lopes

O Centro de Irati ganhará uma revitalização com espaços mais confortáveis para a população e visitantes. A ideia é uma parceria da Associação Comercial e Empresarial de Irati (Aciai) junto da Prefeitura, para fazer várias mudanças em uma área que há quatro décadas não recebe melhorias.
A proposta é criar uma espécie de shopping a céu aberto, dando prioridade aos pedestres, com bancos, flores, postes com iluminação, wi-fi gratuito e local para carregar o celular, além do alargamento das ruas e calçadas, para ter um espaço em que as pessoas sintam-se à vontade.
Na Rua Munhoz da Rocha, a principal da cidade e que há mais movimentação, a Prefeitura pretende, primeiramente, fazer o trabalho de drenagem, depois, implantar as pequenas praças, além de fazer um trabalho inédito, com estacionamento em 45° de um lado. Será feito um calçadão de um lado, e do outro terá a pista para tráfego.
A Aciai foi a mentora nesse projeto inovador para o município, a expectativa é que isso fomente o comércio e gere mais empregos. São cerca de 70 empresários envolvidos e beneficiados com a proposta de melhorias no Centro de Irati. As ruas contempladas no projeto piloto são: Munhoz da Rocha, desde a rotatória até o Gutio; Rua XV de Novembro, compreendendo da escada da Santa até a papelaria; Rua Coronel Emilio Gomes da panificadora até a Afubra; 15 de Julho da Afubra até a Casa Choma. A ideia é expandir para outros locais do centro e também para os bairros.
O prefeito Jorge Derbli comentou sobre as mudanças que pretendem fazer em Irati e espera dar outra cara para o município. “Esperamos que as pessoas venham para o Centro da cidade e pensem: “acho que não estou em Irati”, pelo tamanho da mudança que queremos fazer. E quem não vem pra cá há muito tempo quando chegar diga: “realmente é outra cidade”, porque há muito tempo não é feita uma revitalização urbana na cidade, para dar conforto a todos”.

“Nós queremos criar um ambiente favorável para os clientes das lojas. Embelezar e deixar mais bonita a cidade, além de dar mais conforto aos pedestres”. Jorge Derbli


O presidente da Aciai, Elias Mansur, diz que a Associação pretende investir no projeto, por isso, fez a reunião para apresentar a proposta e que todos conheçam, pois, segundo Mansur, com essas modificações podem haver transtornos, depreciação de receita, mas que se reverterá em lucro posteriormente. “Abraçamos esta causa, nos comprometemos com o prefeito de fazer toda essa conscientização dos empresários. Fizemos a reunião para que conheçam e não ficar na mão de um diretor ou da diretoria. O meu trabalho é levar isso para todos os empresários, sempre pensamos no coletivo. A Aciai é hoje dos empresários de Irati”, disse.
O diretor de assuntos comerciais da Aciai, Oscar Muchau, diz que precisam trazer melhorias para as ruas e calçadas para que o comércio seja bem visto pelos munícipes e também pelos visitantes, pois é forte nisso. Para ele, este é o melhor momento para acontecer essa revitalização. “A Aciai está com uma parceria com a Prefeitura, cedendo esse projeto, o conceito, e o prefeito já aceitou de bate pronto. Estamos muito positivos, porque nunca vi um momento tão propicio para que aconteça essa revitalização no Centro. Será muito bem-vindo esse projeto, e a obra, como o prefeito falou, quer fazer o quanto antes”.
Para a execução do projeto, feito em parceria com a Aciai, o prefeito já está em contato com o deputado Ademar Traiano, presidente da Alep. “Quero fazer um agradecimento especial ao governador Ratinho Junior, porque a parte mais importante é a financeira e, através do deputado Traiano e do governador, teremos essa parceria completa com recursos garantidos”, comenta Jorge.

PROJETO APRESENTADO
O layout do projeto foi feito pelos designers Silton Dietrich e Jonathan Dietrich, que foram convidados pelo diretor Muchau para criar a ideia inicial, um conceito, em que trouxeram o projeto de um shopping a céu aberto, para que haja mais interação e segurança para a população. Inicialmente, o local será chamado de Eco Estar, que traz toda a parte ecológica para o espaço.
Para incentivar e motivar, o conceito foi desenvolvido em cima disso, para que as pessoas se sintam bem e vivam a cidade. “É uma espécie de exercício da cidadania, uma troca entre cidadão e cidade, um equilíbrio. Com isso, tiramos a parte do carro e se ganha na parte humana. Passa a ganhar uma postura mais ética, mais humana, mais social. Essa é a intenção, fazer com que as pessoas saiam de casa e tenham conforto”, comenta Silton Dietrich.
O projeto final será feito pela Secretaria de Arquiteturada, Engenharia e Urbanismo da Prefeitura. A previsão é encerrar até o dia 15 a 20 de setembro, apresentar ao Governo e, em outubro, no máximo, assinar o convênio. A previsão é iniciar as obras em janeiro de 2022, para não haver transtornos nas compras do fim de ano.