Lei Eusébio de Queirós completa hoje 170 anos no Brasil.

Da “escravidão moderna” a “liberdade ainda que tardia”!

      Neste dia 4 de setembro comemora-se o Dia da Lei Eusébio de Queirós, que foi decretada em 1850, completando hoje 170 anos. A escravidão foi marcada pela exploração da mão de obra de negros trazidos da África e muitos indígenas também foram vítimas desse processo e essa lei decretou a proibição definitiva do tráfico negreiro no Brasil.
      Hoje em dia há a expressão “escravidão moderna”, usada para designar as relações de trabalho em que pessoas são forçadas a exercer uma atividade contra a sua vontade mediante formas de intimidação, como ameaça, detenção, violência física ou psicológica e segundo o site politize, atualmente, e infelizmente, a escravidão moderna atinge mais de 45,8 milhões de pessoas em todo o mundo.
      Mesmo que o trabalho escravo tenha sido banido no Brasil e em quase todos os países do mundo, ele continua a atingir muitas pessoas.
      Levantemos a Bandeira como a de Minas, incansavelmente, cujo lema é "Liberdade ainda que tardia".