Nostalgia! Orkut está “de volta”, mais uma vez, graças a projeto de brasileiro

A plataforma está “de volta”, mas tenha muita calma: esse é mais um projeto de fã como aquele que buscou homenagear a rede social em 2017. Dessa vez quem toca o novo Orkut é o desenvolvedor Murillo Fagá.

O Orkut morreu oficialmente em 2014, e deixa saudades até hoje.

Foi o único grande sucesso do Google no mercado de redes sociais, e olha que a companhia tentou bastante depois disso. O produto infelizmente foi derrotado pelo crescimento vertiginoso do Facebook, e então toda uma geração de scraps, depoimentos, e comunidades ficaram para trás.

A boa notícia é que a plataforma está "de volta", mas tenha muita calma: esse é mais um projeto de fã como aquele que buscou homenagear a rede social em 2017. Dessa vez quem toca o novo Orkut é o desenvolvedor Murillo Fagá.

Em termos de funcionalidade o "novo" Orkut realmente desenha bem a experiência clássica do serviço, com ferramentas de scraps, depoimentos, e o nostálgico sistema de comunidades e tópicos.

Por ser totalmente desvinculado do antigo produto do Google, não é possível recuperar perfis antigos e seus conteúdos. Mas é possível importar informações de perfil e contatos do Facebook.

Quem for se aventurar na nostalgia deve lembrar que são exigidas informações pessoais como nome completo, data de nascimento, e-mail e outros. Nunca se discutiu tanto a importância da privacidade online, em tempos que mesmo gigantes da tecnologia como Twitter, Facebook e outras são vulneráveis a ataques e vazamentos de dados.

O "Orkut" pode ser acessado no link a seguir:

https://www.orkut.br.com/