Cuidados contra a Covid-19 devem ser mantidos, mesmo após vacinação

As vacinas são o primeiro passo para o fim da pandemia do novo coronavírus, mas a imunidade não começa imediatamente após tomar a segunda dose do imunizante. Caso uma pessoa tenha Covid-19 logo após se imunizar, isso não significa que a vacina não funcionou, mas que seu o sistema imunológico ainda não teve tempo para criar a resposta imune. 

A Secretaria de Saúde, por meio do Departamento de Vigilância Epidemiológica, transmite um alerta à população sobre os cuidados ao combate da Covid-19. "A vacina não evita que se entre em contato com o vírus, que quem foi vacinado adquira o vírus e o transmita. Vai evitar que a pessoa adoeça com gravidade", explica Denise Homiak Fernandes, enfermeira-chefe do setor de Epidemiologia de Irati.

Cada organismo reage de uma forma, dependendo de fatores como a faixa etária e o próprio sistema imunológico da pessoa. Em geral, em duas semanas após a segunda dose estaremos protegidos, pois esse é o tempo que nosso sistema leva para criar anticorpos neutralizantes, que barram a entrada do vírus nas células. 

Esse também foi o intervalo usado nos testes clínicos da CoronaVac, a vacina do Butantan, para medir a resposta imune dos participantes. Ainda vale lembrar que uma quantidade ainda maior de anticorpos pode ser registrada até um mês após o fim da vacinação, também variando de indivíduo para indivíduo.

É importante esperar, porém, que grande parte da população tenha sido imunizada antes de voltarmos aos antigos hábitos, para evitar contaminar outras pessoas, já que o indivíduo que tomou a vacina ainda pode transmitir o vírus. Mesmo após a imunização, ainda será preciso manter medidas de segurança, como o uso de máscara e a higienização constante das mãos.